Media Lucros da Cofina aumentam 17% para 5 milhões

Lucros da Cofina aumentam 17% para 5 milhões

A Cofina fechou 2017 com um lucro superior a cinco milhões de euros, num período em que o corte de custos foi determinante para a melhoria dos resultados, já que as receitas caíram.
Lucros da Cofina aumentam 17% para 5 milhões
Duarte Roriz/Correio da Manhã
Sara Antunes 08 de março de 2018 às 18:58
A Cofina fechou 2017 com um resultado líquido de 5,07 milhões de euros, o que corresponde a uma melhoria de 16,9% face a 2016, de acordo com um comunicado emitido esta quinta-feira, 8 de Março, para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A contribuir para esta evolução esteve o corte de custos, que ascendeu a 10,4%. No final do ano, os custos operacionais da empresa liderada por Paulo Fernandes (na foto), que detém títulos como o Negócios e o Correio da Manhã, diminuíram para 77,4 milhões de euros.

Já as receitas caíram 8,9% para um total de 91,1 milhões de euros, num período marcado por quebras em todas as áreas. As receitas de circulação diminuíram em mais de 10%, a publicidade gerou menos 5,9% de volume de negócios e as receitas provenientes de produtos de marketing caíram em mais de 10%. Por segmentos, as receitas dos jornais diminuíram 6,3% e as das revistas em mais de 20%.

Já os custos de reestruturação ascenderam a mais de 2,4 milhões de euros.

Estes números provocaram uma quebra de 17% do EBITDA para 11,2 milhões de euros. Excluindo os custos de reestruturação, o EBITDA da Cofina teria aumentado em 0,8%. 

"A Cofina continuará a aprofundar o investimento em áreas de negócio de crescimento com potencial de sinergias com os negócios existentes. Neste sentido, refira-se que, já em Março de 2018, a plataforma de jogo online www.nossaaposta.pt, detida em 40% pela Cofina, obteve a licença para a exploração de apostas desportivas à cota, em que o jogador joga contra a entidade exploradora", refere a empresa em comunicado.






Saber mais e Alertas
pub