Banca & Finanças Lucros do Morgan Stanley caem 9% mas superam estimativas

Lucros do Morgan Stanley caem 9% mas superam estimativas

O Morgan Stanley, que fecha a apresentação de contas dos maiores bancos dos EUA, superou as estimativas para os lucros e receitas.
Lucros do Morgan Stanley caem 9% mas superam estimativas
Reuters
Rita Faria 17 de abril de 2019 às 13:02

O Morgan Stanely registou uma quebra dos lucros no primeiro trimestre deste ano, um período marcado pela volatilidade nos mercados.

O banco revelou esta quarta-feira, 17 de abril, que fechou o primeiro trimestre com lucros de 2,34 mil milhões de dólares, ou 1,39 dólares por ação, o que representa uma quebra de 9% face ao resultado líquido de 2,58 mil milhões, ou 1,45 dólares por ação, obtido em igual período do ano passado.

Ainda assim, os lucros superaram as estimativas dos analistas, que apontavam para 1,17 dólares por ação. Para as receitas, as projeções eram de 9,94 mil milhões, que também foram superadas, com um resultado de 10,3 mil milhões.

"Apresentámos resultados sólidos apesar do arranque fraco do ano, depois da turbulência nos mercados, no quarto trimestre de 2018", afirmou o CEO James Gorman, no comunicado de apresentação dos resultados. "Embora os riscos persistam, os mercados recuperaram e estamos bem posicionados para servir os nossos clientes".

Sob a liderança de Gorman, o Morgan Stanley tem priorizado a sua divisão de gestão de património, um negócio mais estável do que as suas operações de trading. Mas o peso das atividades de trading e consultoria ainda é significativo, pelo que se esperava que os resultados fossem mais penalizados, como aconteceu com rivais como o Goldman Sachs.

O Morgan Stanley é o último dos seis maiores bancos dos EUA a divulgar os seus resultados do primeiro trimestre.




Marketing Automation certified by E-GOI