Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lucros da Galp crescem 48,5% nos primeiros nove meses (act.)

A petrolífera apresentou uma melhoria do resultado líquido que resulta de um regresso à normalidade nos resultados, na sequência de um incidente na refinaria de Sines no ano passado, que afecta a comparação homóloga.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 28 de Outubro de 2010 às 08:04
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
(Actualiza com mais detalhes e citação de responsável da cotada).

A petrolífera apresentou uma melhoria do resultado líquido que resulta de um regresso à normalidade nos resultados, na sequencia de um incidente na refinaria de Sines, no ano passado, que afecta a comparação homóloga.

O resultado líquido comparável da Galp Energia avançou para 266 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano. Esta melhoria reflecte um crescimento da facturação de 15,6% das vendas e prestações de serviços, enquanto os custos operacionais progrediram 14,1% para 9,737 mil milhões de euros, levando o EBITDA a progredir 42% para 820 milhões de euros.

Esta melhoria reflecte também um crescimento da facturação de 15,6% das vendas e prestações de serviços, enquanto os custos operacionais progrediram 14,1% para 9,737 mil milhões de euros, levando o EBITDA a progredir 42% para 820 milhões de euros.
A melhoria do resultado comparável resulta também do “bom desempenho de todos os segmentos do negócio”, segundo o comunicado da empresa, mas não deixa de reflectir o efeito nos resultado de um incidente que ocorreu na refinaria de Sines no primeiro trimestre do ano passado.

Comparação dos resultados ainda reflecte efeito não recorrente do primeiro trimestre de 2009

“A variação significativa dos resultados beneficia de estes terem sido negativamente impactados pelo incidente na refinaria de Sines em 2009", segundo disse ao Negócios fonte oficial da empresa.

De facto, o resultado da unidade de Refinação e Distribuição progrediu 64,3% face aos primeiros nove meses do ano passado, para 9,243 mil milhões de euros. Isto devido a um incidente que ocorreu na refinaria de Sines, no primeiro trimestre do ano passado, e que foi resolvido há mais de um ano mas que ainda tem impacto na comparação dos resultados dos nove meses, explicou ao Negócio o responsável da petrolífera.

O resultado da unidade de Exploração e Produção melhorou 64,3% para 163 milhões de euros e na unidade de Gás e Energia o resultado avançou em 23,7% para1,306 mil milhões de euros.

Reconversão da refinaria de Sines leva investimento para o dobro

Nota ainda para o investimento, que avançou 98,6 para 864 milhões de euros e que reflecte o esforço de investimento na reconversão da refinaria de Sines. O comunicado dos resultados diz que 65% do esforço total de investimento dos nove meses corresponde ao investimento na unidade de Refinação e Distribuição. Recorde-se que programa de reconversão da refinaria de Sines ascende a um total de 1,4 mil milhões de euros.

As acções da Galp Energia estão a negociar em alta na sessão, ao avançarem 0,38% para 13,33 euros.



Ver comentários
Saber mais Galp Petróleo Tupi Brasil resultados
Outras Notícias