Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lucros da Portucel crescem 92% e superam previsões

A Portucel registou no primeiro semestre deste ano resultados líquidos de 90,4 milhões de euros, mais 91,8% do que no mesmo período do ano passado e largamente acima do esperado pelos analistas.

Maria João Babo mbabo@negocios.pt 27 de Julho de 2010 às 17:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
Os lucros ficaram acima do esperado pelos analistas, que, numa sondagem efectuada pela Reuters, aguardavam lucros de 68,1 milhões de euros.

O volume de negócios do grupo cresceu nos primeiros seis meses 22,2% para 657,1 milhões de euros, em resultado “essencialmente de um maior volume de papel vendido, sustentado pela produção da nova fábrica de papel, e do aumento de produção e venda de energia”, referiu em comunicado.



O EBITDA (“cash flow” operacional) aumentou 79,9% para 178,2 milhões e os resultados operacionais (EBIT) subiram 96,4% para 125,8 milhões.

As receitas e o EBITDA também superaram as previsões, já que os analistas aguardavam valores de 620,1 milhões de euros e 154,8 milhões de euros, respectivamente.



Segundo a papeleira, a produção na nova fábrica de papel “tem evoluído de acordo com o programado”. Já a produção bruta de energia eléctrica no semestre totalizou cerca de 839 mil megawatts, em resultado da entrada em funcionamento da nova central de cogeração a gás natural em Setúbal, em Agosto de 2009, e da produção das novas centrais termoeléctricas a biomassa de Cacia e Setúbal, que entraram em funcionamento no final de 2009. O valor das vendas de energia no semestre apresentou um crescimento de 84,1% face ao período homólogo.

No que respeita à situação financeira do grupo, em 30 de Junho último, a dívida líquida remunerada situava-se em 679,5 milhões de euros, mais 9,5 milhões do que no final de 2009

A autonomia financeira no final do semestre era de 50,6% e o rácio dívida líquida/EBITDA fixou-se em 2,3.

A Portucel destaca ainda que as exportações europeias de papéis finos não revestidos aumentaram neste semestre de forma significativa em relação ao período homólogo de 2009. “Uma parte muito significativa do crescimento das exportações europeias de papel UWF foi capturada pelo Grupo Portucel, que viu a sua quota nas exportações aumentar 9 pontos percentuais entre final de 2009 e o final do primeiro semestre de 2010”, refere.

No mesmo comunicado, a Portucel recorda ter assinado um protocolo com o Estado brasileiro de Mato Grosso do Sul, acrescentando que prosseguem agora “os estudos considerados essenciais para a concretização de um projecto, compreendendo uma base integrada de desenvolvimento florestal para a produção de pasta”.

Em Moçambique, após o Governo ter aprovado uma concessão de 173 mil hectares de terreno, o grupo “está a desenvolver um conjunto de estudos de viabilidade industrial e logística de modo a aferir as condições que permitam concretizar um projecto industrial naquele país”. Estão também, acrescenta, “a ser iniciados os indispensáveis ensaios florestais, que precedem o início da plantação nas áreas concessionadas”.

Ver comentários
Outras Notícias