Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lucros da REN recuam 25,6% no semestre

A empresa foi penalizada pelo aumento de impostos, remuneração negativa dos terrenos e pela constituição de uma provisão devido ao diferendo com a Amorim Energia no que diz respeito aos dividendos na Galp.

Negócios negocios@negocios.pt 27 de Julho de 2010 às 17:09
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A REN anunciou hoje que os resultados líquidos da empresa no primeiro semestre desceram 25,6% para 56,6 milhões de euros. Esta queda é, em parte, explicada pelo agravamento da taxa de IRC, cujo impacto foi 4,7 milhões de euros.

A queda foi superior ao estimado, já que os analistas estimavam lucros de 61 milhões de euros.

Além do efeito da taxa do IRC, os lucros da REN foram afectados pela "constituição da provisão de 6,2 milhões de euros para cobertura de contingência associada ao litígio com a Amorim Energia sobre os dividendos recebidos da Galp Energia em 2006; pela redução dos terrenos hídricos que passou de 5,1 milhões de euros em 2009 para um prejuízo de 700 mil euros no final do primeiro semestre de 2010".

A queda dos lucros foi ainda resultado da reversão da provisão de 22,8 milhões de euros em Junho de 2009, "que se tornou desnecessária face à alteração da valorização dos terrenos da central do Pego", refere o comunicado da empresa à CMVM.

O EBITDA da empresa cresceu 15,9% para os 208,6 milhões de euros, enquanto a dívida líquida aumentou 13,8% para os 2,25 mil milhões de euros.

No primeiro semestre, o capex total caiu 31,5% para os 123,9 milhões de euros, em parte, porque a empresa alterou "um conjunto de procedimentos de contratação por forma a adaptá-los às alterações do código de contratação pública, o que motivou um atraso de diversas obras nos primeiros meses do ano".


Ver comentários
Outras Notícias