Indústria Lucros da Semapa caem 7,7%

Lucros da Semapa caem 7,7%

A Semapa lucrou menos 7,7% no primeiro semestre do ano do que em igual período do ano passado, num período em que todas as unidades de negócio contribuíram para esta evolução.
Lucros da Semapa caem 7,7%
Miguel Baltazar/Negócios
Sara Antunes 31 de agosto de 2016 às 18:10

O resultado líquido da Semapa caiu 7,7% para 47,3 milhões de euros, revelou a holding de Pedro Queiroz Pereira em comunicado emitido para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A contribuir para a queda dos lucros esteve essencialmente a redução dos resultados da Navigator, ex-Portucel, que já tinha revelado uma quebra de 15% dos seus lucros no semestre.

 

A justificar a queda esteve também a Secil, empresa de cimentos, cujo contributo foi até negativo em 0,2 milhões de euros.

 

O volume de negócios da Semapa caiu 1,9% no primeiro semestre, totalizando 1,02 mil milhões de euros. A maior parcela continua a provir da unidade de pasta e papel (778,6 milhões), sendo que a Navigator registou uma quebra de 2,1% nas receitas geradas para a Semapa.

A unidade de cimentos registou um comportamento oposto, tendo verificado um aumento das receitas de 4,3%. Este aumento deve-se "à integração do Grupo Supremo a partir de Julho de 2015. Desde a referida data as operações no Brasil passaram a ser consolidadas integralmente no Grupo Secil (a Secil passou a deter 100% do Grupo Supremo), impactando de forma bastante positiva o volume de negócios, que no 1º semestre de 2016 ascendeu a 36 milhões de euros nesta geografia", realça a empresa no comunicado. 

 

O EBITDA – resultados antes de impostos, amortizações, depreciações e juros – aumentou em 7,3% para 240,5 milhões de euros. E a margem de EBITA melhorou em 1,8 pontos percentuais para 23,5%. Para esta melhoria esteve o contributo da Navigator, que aumentou em 5,8%, enquanto os cimentos e o ambiente contribuíram menos para o EBITDA do que em igual período do ano passado.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI