Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lucros da Vodafone Telecel crescem 34% impulsionados por venda da Telecel Online (act.2)

Os lucros da Vodafone Telecel cresceram 34% nos primeiros nove meses do ano para os 83,9 milhões de euros, ou 0,39 por acção, um valor em linha com o esperado pelos analistas contactados pelo Negocios.pt.

Negócios negocios@negocios.pt 30 de Janeiro de 2002 às 09:32
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

(actualiza com novos detalhes)

Os lucros da Vodafone Telecel cresceram 34% nos primeiros nove meses do ano para os 83,9 milhões de euros, ou 0,39 por acção, um valor em linha com o esperado pelos analistas contactados pelo Negocios.pt.

A média das estimativas dos sete analistas contactados pelo Negocios.pt apontava para lucros consolidados de 82,02 milhões de euros entre Abril e Dezembro.

As receitas operacionais aumentaram 15,6% para os 771,7 milhões de euros, um valor dentro do intervalo esperado pelos analistas, que se situava entre os 766 e os 793 milhões de euros. As receitas de serviços subiram 19% para os 721,7 milhões de euros.

Os resultados do segundo maior operador móvel nacional [TLE] foram impulsionados pelo encaixe extraordinário resultante da venda de 80% do portal «business-to-consumer» Telecel Onlne ao Grupo Vizzavi Europe, «o que se traduziu num impacto positivo nos resultados líquidos» de 19 milhões de euros, esclarece a empresa liderada por António Carrapatoso em comunicado.

O EBITDA, ou «cash flow» operacional, ascendeu aos 213,2 milhões de euros, números que traduzem um incremento homólogo de 13,1%, com a margem de EBITDA a situar-se nos 29,6%, face aos 31,1% atingidos no mesmo período do ano fiscal anterior.

ARPU cai para 29,83 euros

No negócio móvel, as receitas médias mensais por utilizador, ou ARPU, recuaram para os 29,83 euros, menos 8,2% que os 32,49 euros apurados nos primeiros nove meses do ano fiscal que terminou em Março do ano passado.

No que respeita aos custos médios mensais por utilizador, ou CCPU, verificou-se uma redução de 3,7% em termos homólogos, para os 29,83 euros, fruto da política de redução dos níveis de subsidiação dos equipamentos adoptada pela empresa.

Vodafone Telecel «no bom caminho» para atingir objectivos

O presidente da Vodafone Telecel, António Carrapatoso, afirmou em comunicado que a empresa «continua no bom caminho para alcançar os objectivos de crescimento para este ano em receitas e EBITDA, de 15% e 10%, respectivamente».

O mesmo responsável sublinhou que a operadora móvel «continua a dar especial enfoque à melhoria da estrutura de custos e das margens», tendo qualificado de «muito bem sucedido» o processo de migração para a marca Vodafone, que foi concretizado no último trimestre.

António Carrapatoso afirmou que no futuro a companhia vai centrar os seus esforços «no reforço da fidelização dos melhores clientes de cada segmento, acrescentando ainda que a Vodafone Telecel lidera «o lançamento de serviços de dados móveis.

Vodafone Telecel diz 40% dos clientes utilizam SMS

De acordo com os dados disponibilizados hoje, cerca de 40% dos clientes celulares da Vodafone Telecel utiliza regularmente o serviço de envio de mensagens escritas, ou SMS, tendo esses clientes gerado uma média de 67 mensagens mensais entre Abril e Dezembro.

As receitas de dados móveis, que compreendem SMS, acesso móvel à Internet, dados e fax, representaram 5% das receitas celulares da empresa nos primeiros nove meses do ano fiscal.

A companhia espera que estas receitas aumentem a sua contribuição para a facturação total no negócio móvel para «valores superiores a 20% nos próximos cinco anos.

O tráfego de minutos celulares de voz atingiu um total de 3.324 milhões no mesmo período, mais 31,1% que nos primeiros nove meses do ano fiscal anterior. A utilização média mensal cresceu 2,2% para os 140 minutos de voz.

As acções da Telecel Vodafone encerraram ontem nos 9,64 euros, a cair 1,03%.

Por João Mata

Ver comentários
Outras Notícias