Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lucros das companhias aéreas baixam 10% para 4,5 mil milhões de dólares

As companhias aéreas vão registar lucros 10% abaixo do previsto pela indústria, devido ao aumento dos custos dos combustíveis e ao abrandamento da economia dos Estados Unidos.

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 01 de Abril de 2008 às 19:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As companhias aéreas vão registar lucros 10% abaixo do previsto pela indústria, devido ao aumento dos custos dos combustíveis e ao abrandamento da economia dos Estados Unidos.

As previsões são da Associação de Transporte Aéreo Internacional (IATA). Esta associação estima que os lucros das companhias aéreas vão atingir os 4,5 mil milhões de dólares, valor que compara com os 5 mil milhões previstos pela indústria em Dezembro.

Esta previsão é a terceira revisão em baixa realizada pela IATA nos últimos sete meses. "Esta alteração não me surpreende já que as anteriores previsões era baseadas no preço do petróleo a 73 dólares o barril", comenta Penny Butcher, analista da Morgan Stanley.

O combustível representa cerca de 28% dos custos das companhias aéreas, de acordo com a IATA, o que representa uma subida de 13% face ao registado em 2003.

O aumento do preço do combustível levou muitas companhias aéreas a aumentar os preços das tarifas, o que provocou uma redução da procura. As empresa enfrentam ainda uma concorrência mais apertada ao nível das rotas transatlânticas devido à entrada em vigor do acordo "Open Skies", que permite que qualquer companhia aérea voe para os Estados Unidos de qualquer ponto da União Europeia e não apenas do país de origem.

Três revisões em baixa em sete meses

Em Dezembro passado, a IATA previa que as companhias aéreas iam registar um lucro de 7,8 milhões de dólares. Agora este valor foi reduzido para 5 mil milhões de dólares. Em Setembro de 2007, a associação previa que o lucro seria de 9,6 mil milhões de dólares.

De acordo com a Bloomberg, o índice que reúne 14 companhias aéreas norte-americanas já caiu mais de 17% este ano. O índice que reúne oito companhias europeias já perdeu 13%.

Segundo a IATA, os lucros das companhias norte-americanas vão cair para 1,8 mil milhões de dólares, o que compara com os 2,2 mil milhões de dólares previstos em Dezembro passado. "Muito facilmente estas companhias podem começar a registar prejuízos se a situação económica se continuar a deteriorar", alerta a IATA.

Relativamente as companhias europeias, a associação estima que os lucros vão cair para 1,8 mil milhões de dólares, o que compara com a anterior previsão de dois mil milhões de dólares.

Lucros das companhias asiáticas sobem em 2008

A IATA prevê que os lucros das companhias asiáticas vão subir de 600 milhões para 900 milhões de dólares. "Para as companhias europeias e asiáticas o enfraquecimento do dólar tem anulado parte da subida do preço dos combustíveis", explica o relatório da IATA.

As companhias do Médio Oriente vão registar lucros de 200 milhões de dólares e as da América Latina vão atingir o "break even".

As companhias aéreas africanas vão registar prejuízos de 300 milhões de dólares, mais 100 milhões do que o previsto em Dezembro.

Outras Notícias