Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lucros do Banco BPI sobem 7,7% com mercados e comissões (act)

Os lucros do Banco BPI subiram 7,7% no primeiro semestre deste ano, com o quinto maior banco português a beneficiar do aumento das comissões e da recuperação dos mercados, que impulsionaram os resultados com operações financeiras. O resultado por acção fo

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 21 de Julho de 2004 às 18:11
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os resultados extraordinários no primeiro semestre de 2004, que foram negativos em 17,9 milhões de euros, contra 20,7 milhões de euros negativos no semestre homólogo de 2003), reflectem, segundo o banco, custos com pensões de 19,5 milhões de euros.

Os custos com pensões de 19,5 milhões de euros no primeiro semestre de 2004 incluem 11 milhões de euros de amortização do acréscimo de responsabilidades por reformas antecipadas efectuadas ao longo dos últimos anos e 4,1 milhões de euros de incentivos à reforma antecipada.

O Banco refere que a mais valia de 15,5 milhões de euros conseguida com a venda da Auto Estradas do Atlântico não foi ainda incluída nas contas.

Através das suas subsidiárias, que são consolidadas pelo «equity method», o BPI conseguiu um resultado de 14,4 milhões de euros, mais 46% no primeiro semestre de 2003. «A evolução registada reflecte principalmente o aumento em 3 milhões de euros do contributo das subsidiárias na área de seguros», refere o BPI.

BPI com potenciais menos valias de 341 milhões

Em 30 de Junho de 2004, a carteira de participações e imobilizações financeiras do BPI com menos-valias latentes ascendia, ao custo de aquisição, a 341 milhões de euros. A carteira registava um valor global de menos valias latentes líquidas de provisões de 74,9 milhões de euros, com base na cotação média dos últimos 6 meses.

O Banco BPI participa no capital de várias empresas cotadas, como a Impresa, EDP, BCP, PT, PTM, Cofina, entre outras.

As acções do Banco BPI fecharam a subir 1,33% para os 3,05 euros

Outras Notícias