Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lucros do ESFG mais que quadruplicam no primeiro semestre

Os lucros do Espírito Santo Financial Group (ESFG) mais do que quadruplicam no primeiro semestre do ano, para 275,7 milhões de euros, com uma receita extraordinária de mais de 200 milhões de euros referentes à venda de alguns negócios de seguros.

Paulo Moutinho 18 de Setembro de 2006 às 10:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os lucros do Espírito Santo Financial Group (ESFG) mais do que quintuplicaram no primeiro semestre do ano, para 275,7 milhões de euros, com uma receita extraordinária de mais de 200 milhões de euros referentes à venda de alguns negócios de seguros.

Segundo o comunicado da empresa enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), os resultados líquidos da ESFG, accionista do Banco Espírito Santo, cresceram mais de cinco vezes para os 275,7 milhões de euros, face aos 48,3 milhões verificados em igual período do ano anterior.

A ESFG afirma que os resultados provenientes do exercício atingiram os 69,6 milhões de euros, o que representa uma crescimento de 44,2%, sendo que os restantes 206,1 milhões de euros correspondem ao encaixe financeiro da venda de operações de seguros.

Neste período, a ES Financial Group refere que os resultados da empresa foram positivamente afectados pela performance da margem financeira, que cresceu 21,5% para os 479,9 milhões de euros, face aos 394,8 milhões registados nos primeiros seis meses de 2005.

Além disso, de sublinhar também o aumento de 14,9% para os 225,4 milhões de euros das receitas provenientes das comissões, e também a melhoria nas várias actividades de seguro.

Entre os aspectos mais relevantes, que tiveram impacto nos resultados do primeiro semestre do ESFG, a empresa destaca quatro. A conclusão em 27 de Junho da reestruturação dos seguros em Portugal, assumindo o controlo da Tranquilidade e a venda da Tranquilidade Vida ao BES e ao Crédit Agricole.

A ESFG cancelou ainda 200 milhões de euros de obrigações convertíveis através da recompra no mercado e a conversão de aproximadamente 24 milhões de euros, resultando desta operação um aumento do capital em 11,3 milhões de euros, e passando os restantes 12,7 milhões para reservas.

Neste período, a ESFG retirou os ADR´s da New York Stock Exchange, e destaca a sua participação directa e indirecta nos direitos de voto do Banco Espírito Santo, que passou para os 29%, dos 32,9% em Dezembro de 2005, para aumentar o "free-float" do BES.

As acções da ESFG, cotadas na bolsa nacional, terminaram a sessão de sexta-feira estáveis nos 21,60 euros, não tendo ainda negociado na sessão de hoje.

Ver comentários
Outras Notícias