Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lucros do UBS caem 24% no quarto trimestre, menos que esperado

Os lucros do UBS, o maior banco suíço, caíram 24% no quarto trimestre de 2001, superando, no entanto, as expectativas dos analistas que contavam com uma quebra mais acentuada. As acções ganhavam 2,9%.

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 14 de Fevereiro de 2002 às 09:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os lucros do UBS, o maior banco suíço, caíram 24% no quarto trimestre de 2001, superando, no entanto, as expectativas dos analistas que contavam com uma quebra mais acentuada. As acções ganhavam 2,9%.

Os lucros líquidos do UBS no último trimestre de 2001 desceram para os 1,1 mil milhões de francos suíços (743 milhões de euros), contra os 1,45 mil milhões de francos suíços (980 milhóes de euros) conseguidos em igual perído do ano anterior.

Ao contrário dos rivais Credit Suisse Group, Deutsche Bank e J.P.Morgan, que apresentaram prejuízos no mesmo período, o UBS conseguiu lucros após de ter diminuído a sua exposição ao mercado argentino e à falida Enron.

Peter Wuffli, presidente da intituíção helvética, disse que o ano de 2002 será «um grande desafio», mas que espera que os lucros igualem os 4,97 mil milhões de francos suíços (3,35 mil milhões de euros) conseguidos em 2001.

Os lucros da unidade de banca de investimento UBS Warburg caíram 65% para os 256 milhões de francos (173 milhões de euros), num cenário de queda de venda de activos e descida no número de fusões e aquisições.

O banco suíço disse ainda que planeia um «significante» corte no número de empregados, sem avançar com um valor específico.

As acções do UBS seguiam com uma valorização de 2,86% para os 79,25 francos suíços (53,46 euros).

Outras Notícias