Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lufthansa pondera entrada no mercado dos "drones"

A companhia alemã já desenvolveu projectos-piloto para inspeccionar turbinas eólicas e anomalias no exterior dos aviões. Até ao final do ano, espera decidir a entrada formal neste negócio.

Krisztian Bocsi/Bloomberg
Paulo Zacarias Gomes paulozgomes@negocios.pt 26 de Janeiro de 2016 às 17:02
  • Partilhar artigo
  • ...
A companhia aérea alemã Lufthansa está a preparar-se para disponibilizar aos seus clientes serviços de "drones" (aparelhos voadores controlados à distância) para tarefas relacionadas com a monitorização e manutenção de infra-estruturas e equipamentos.

Os novos serviços poderão ser acrescentados a prazo à oferta comercial da empresa depois de um acordo assinado com o fabricante chinês de "drones" DJI, que permitirá usar as plataformas de produto daquela empresa e desenvolver aplicações e tecnologia à medida para potenciais clientes.

A decisão sobre a entrada neste mercado está prevista acontecer até ao fim do ano, referiu uma porta-voz da empresa à Reuters.

O entendimento, conhecido esta terça-feira, poderia tornar a Lufthansa Aerial Services (integrada na divisão de consultoria da empresa) num fornecedor integrado, que ofereceria não só serviços como a operação dos aparelhos, mas também a análise de dados recolhidos, seguros, e a formação de pilotos.

Entre as futuras utilizações estão a inspecção de parques de energia solar, linhas ferroviárias, produções agrícolas, construções ou pistas de aviação. A Lufthansa já realizou testes com um fabricante de turbinas eólicas para inspeccionar as pás de aerogeradores e também para a detecção de anomalias na superfície exterior de aviões, uma funcionalidade que já é aliás usada pela companhia EasyJet na monitorização dos seus aparelhos.
Ver comentários
Saber mais Lufthansa aviação drone economia negócios e finanças
Outras Notícias