Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lundin suspende Minas de Aljustrel e extracção de zinco em Neves Corvo

A Lundin Mining Corporation vai suspender a actividade nas minas de Aljustrel e interromper a extracção de zinco nas Minas de Neves Corvo, devido à queda do preço do zinco. Este anúncio surge meses após a empresa ter reactivado a mina e de há dois anos ter celebrado um acordo de investimento com o Governo para a reactivação de Aljustrel.

Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 13 de Novembro de 2008 às 15:54
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...
A Lundin Mining Corporation vai suspender a actividade nas minas de Aljustrel e interromper a extracção de zinco nas Minas de Neves Corvo, devido à queda do preço do zinco. Este anúncio surge meses após a empresa ter reactivado a mina e de há dois anos ter celebrado um acordo de investimento com o Governo para a reactivação de Aljustrel.

"A Lundin está neste momento em negociações com os trabalhadores que assim o entenderem”, disse fonte oficial da empresa, ao Negócios.

Para a manutenção das minas de Aljustrel, a empresa necessitará “cerca de 60 a 70 pessoas”, refere a mesma fonte.

As minas de Aljustrel têm actualmente cerca de 150 trabalhadores.

Em Maio, o primeiro-ministro assistiu à reactivação da mina de Aljustrel dizendo que era uma actividade que iria “trazer investimento, deu trabalho e vai contribuir para aumentar as exportações. Investimento, emprego, exportações, é disto que o país necessita e são estes exemplos que temos que puxar para cima e evidenciar”.

O Governo assinou, há dois anos, o contrato de investimento com o grupo mineiro. Sócrates afirmou que este investimento de 130 milhões de euros.


Fonte da Lundin diz que quanto ao contrato do Governo, a empresa não recebeu ainda nenhuma verba e como vai suspender não irá receber nada.

Ver comentários
Outras Notícias