Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Luz Saúde vai poder comprar participações em empresas fora do sector da saúde

A Fosun detém a Fidelidade que controla a Espírito Santo Saúde, futura Luz Saúde. Uma empresa que também poderá adquirir posições em firmas fora do sector.

Miguel Baltazar/Negócios
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 16 de Janeiro de 2015 às 19:09
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Fidelidade quer que a Espírito Santo Saúde – cujo nome será alterado para Luz Saúde – venha a poder adquirir participações em sociedades que não operem no sector da saúde.

 

"A sociedade pode livremente adquirir participações como sócia de responsabilidade ilimitada ou participações em sociedades com objecto diferente do seu, em sociedades reguladas por lei especiais, bem como participar em agrupamentos complementares de empresas ou em agrupamentos europeus de interesse económico", indica uma proposta para ser votada a 9 de Fevereiro numa assembleia-geral de accionistas.

 

É nesta data que se vai votar a mudança de nome proposta pela seguradora detida pelos chineses da Fosun – e é também aí que se vai votar um novo objecto social da Luz Saúde. "A sociedade durará por tempo indeterminado".

 

A empresa liderada por Isabel Vaz conta com 18 unidades hospitalares, entre os quais se destaca o Hospital da Luz. A Fidelidade, detida pelos chineses da Fosun, controla 96% do capital da sociedade desde Outubro, quando adquiriu o capital no âmbito da oferta pública de aquisição (OPA).

 

 
O novo objecto da Luz Saúde

Segundo a proposta da Fidelidade, sujeita a deliberação accionista a 9 de Fevereiro, a sociedade Luz Saúde tem por objecto:

"a) Gestão de participações sociais noutras sociedades, como forma indirecta de exercício de actividades económicas;

b) Compra, venda e aluguer de equipamentos;

c) Prestação de serviços de gestão, consultoria, formação, informáticos, operacionais, administrativos, de negociação e aprovisionamento;

d) Construção, arrendamento, exploração e gestão de unidades de saúde, nomeadamente hospitais e clínicas, bem como a prestação de serviços médicos e cirúrgicos em geral, actividades de diagnóstico e terapêutica, em regime de internamento e de ambulatório e ainda o desenvolvimento de programas de prevenção, prestação de cuidados continuados, cuidados no domicílio e apoio especializado em situações de dependência, incluindo reabilitação e terapia ocupacional;

e) Construção, arrendamento, exploração e gestão de unidades de apoio especializado às necessidades da população mais idosa como sejam lares, unidades residenciais assistidas, residências medicalizadas e centros de dia ainda que pertencentes a entidades públicas ou privadas, podendo também desenvolver outras actividades conexas ou complementares".

 

Ver comentários
Saber mais Luz Saúde Isabel Vaz Espírito Santo saúde
Outras Notícias