Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Maior loja ibérica da Primark recebeu 22 mil candidaturas

Unidade de 4.350 metros quadrados de área de venda, situada em Lisboa, abriu hoje ao público. Emprega de forma directa 300 pessoas

Isabel Aveiro ia@negocios.pt 10 de Outubro de 2013 às 14:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • 15
  • ...

A cadeia de retalho de origem irlandesa Primark recebeu mais de 22 mil candidaturas – totalmente apresentadas por via online, através do site da companhia – para os 300 postos de trabalho que criou com a nova loja em Lisboa.

 

De acordo com Carlos Inácio, gestor do negócio para a área geográfica de Portugal e Badajoz no grupo Primark, as 22 mil candidaturas não incluem o trabalho efectuado com o centro de emprego local, parceria a que a retalhista recorre sempre que abre uma unidade numa nova localidade.

 

A Primark soma 1.513 empregos directos em Portugal, com os postos de trabalho agora criados, avançaram esta quinta os responsáveis pelo grupo durante uma apresentação aos jornalistas. Com a loja do Colombo, inaugurada esta quarta-feira, dia 10 de Outubro, a Primark totaliza sete unidades em Portugal, onde está desde 2009.

 

De acordo com o mesmo responsável, a média de idades dos novos colaboradores directos da Primark é de “28 a 29 anos”, em situação de “primeiro emprego ou desemprego de longa duração”. Questionado sobre a remuneração média dos colaboradores em Portugal, Carlos Inácio não quantificou, remendo para acordo colectivo de trabalho da Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), da qual é subscritora.

 

Maior loja ibérica antecede nova investida no Porto?


A nova unidade que a retalhista irlandesa abriu agora é a maior da Península Ibérica, confirmou José Luís Martinez Larramendi, director-geral da Primark na Península Ibérica.  

 

Questionado pelos jornalistas sobre a expansão em Portugal e especificamente sobre a possibilidade de reforçar a oferta a Norte de Portugal, Martinez Larramendi respondeu: “no Porto, só temos uma loja neste momento. Não é fácil encontrar espaços como este [referindo-se a nova unidade no Colombo que no total ascende a 5.000 metros quadrados de área]”. Mas reconheceu: “se encontrarmos locais muito interessantes no Porto podemos abrir mais uma loja” naquela cidade.

 

Já sobre valores sobre investimento, vendas anuais da Primark em Portugal e previsão de receita para a nova loja, os responsáveis da marca retalhista recusaram adiantar qualquer valor. O director-geral da Primark para a Península Ibérica definiu apenas o investimento na nova loja como “muito dinheiro, milionário”.

 

Sobre evolução das vendas no território nacional desde 2009, acrescentou que Portugal tem registado “um grande crescimento das vendas”, não contabilizando a percentagem ou o valor do mesmo.

Ver comentários
Saber mais Primark comércio APED emprego Colombo José Luís Martinez Larramendi Península Ibérica
Outras Notícias