Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Maiores accionistas da Iberdrola não subscrevem aumento de capital

Os três maiores accionistas de Iberdrola - ACS, BBK e Bancaja - não subscreveram o aumento da capital da empresa. Esta situação que causou mal estar, de acordo com o Cinco Dias , pressupõe uma diluição da participação destes accionistas em 5%.

Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 18 de Junho de 2009 às 09:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os três maiores accionistas de Iberdrola - ACS, BBK e Bancaja - não subscreveram o aumento da capital da empresa. Esta situação que causou mal estar, de acordo com o “Cinco Dias”, pressupõe uma diluição da participação destes accionistas em 5%.

A Iberdrola decidiu, ontem, colocar entre 200 investidores institucionais 250 milhões de novas acções, o que equivale a 4,9% do seu capital, por um valor de 5,30 euros no âmbito do seu aumento de capital.

Esta situação apanhou de surpresa os principais accionistas da companhia, a ACS, a BBK e a Bancaja que, segundo fontes empresariais, citadas pelo “Cinco Dias”, não aceitaram subscrever o aumento de capital, apesar de terem sido convidados.

Esta decisão provocou uma diluição de 4,9% nas suas participações actuais, sendo que a ACS detém 12,6%, a BBK tem 7,4% e Bancaja controla 6,02%.

No entanto, a Iberdrola manifestou a sua satisfação por ter conseguido captar “m tempo recorde” 1.325 milhões de euros, sendo que o seu objectivo estava compreendido entre os 1.250 e os 1.500 milhões de euros. Contudo não foi ao preço pretendido.

O preço deste aumento de capital reflecte um prémio de 7,2% sobre a cotação de terça-feira. As acções novas não irão contemplar um dividendo suplementar de 0,184 euros

Com este aumento de capital, a Iberdrola pretende melhorar a sua situação financeira, tendo em conta que está com uma divida de 31,2 mil milhões de euros.

A Iberdrola já vendeu activos este ano, entre eles está os 10% que detinha na Gamesa, por cerca de 800 milhões de euros.

O jornal espanhol diz que um “pacote interessante” para vender seria os 9,9% que a Iberdrola tem na portuguesa EDP.

Ver comentários
Outras Notícias