Transportes Mais de metade das linhas de comboio está em mau estado

Mais de metade das linhas de comboio está em mau estado

Os 20 descarrilamentos dos últimos quatro anos ocorreram todos em troços de linhas considerados problemáticos, conclui o Público.
Mais de metade das linhas de comboio está em mau estado
Negócios 13 de março de 2018 às 08:58

"Medíocres" ou "más". É esta a classificação dada a quase 60% das linhas de caminhos-de-ferro portuguesas no que diz respeito ao seu desempenho, de acordo com um relatório da Infra-Estruturas de Portugal citado esta terça-feira, 13 de Março, pelo jornal Público.

Os piores troços são o Ovar-Gaia (35 quilómetros), na Linha do Norte, o Tua-Pocinho (32 quilómetros), na Linha do Douro, a via estreita de Espinho a Oliveira de Azeméis e de Aveiro a Sernada do Vouga (68 quilómetros).

O troço Ovar-Gaia, por exemplo, precisa de "necessidade de intervenção urgente". "A vida útil dos activos neste troço da Linha do Norte há muito que foi excedida e qualquer tipo de intervenção de manutenção produz efeitos pouco duradouros", lê-se no relatório de Maio de 2017.

As pontes estarão em bom estado, mas um em quatro túneis estão classificados como medíocres. O túnel de Caíde, com mais de um quilómetro, e o de Gaviarra, serão os piores.

As linhas estão classificadas numa escala de 0 a 8 e de acordo com o levantamento feito pelo jornal diário tem sido nas linhas com pior desempenho que têm ocorrido descarrilamentos. Até agora sem vítimas a registar, o que os quadros da Infra-Estrturas de Portugal considerarão uma "sorte". É o caso da Beira Alta, que tem metade do percurso classificado como medíocre, ou das linhas do Douro.

As falhas na manutenção devido às restrições orçamentais dos últimos anos, as rescisões e a redução de pessoal com conhecimento técnico, e o facto da entidade fiscalizadora ter apenas cinco pessoas afectas ao sector ferroviário terão contribuído para a degradação das linhas.




A sua opinião11
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Anónimo 13.03.2018

Patrocina um excedentário a tua vida toda. Vota PS. E porque não dois ou três? Vota geringonça.

comentários mais recentes
Anónimo 19.03.2018

os empresários portugueses têm capacidade para rentabilizar o investimento a realizar ( ou vamos viver acima das nossas possibilidades outra vez)?

AA 13.03.2018

MAS EM CONTRAPARTIDA TEMOS AUTO-ESTRADAS COMO EM NENHUM OUTRO PAÍS, COM OS PREÇOS MAIS ESCANDALOSOS QUE SE PODEM IMAGINAR PARA SUSTENTAR CORRUPTOS COMO OS MELLO, A MOTA-ENGIL, A LUSOPONTE E OUTROS QUE TAIS. TUDO FEITO PELO EIXO DO ROUBO PS, PSD, CDS E EXECUTADO PELOS "GRANDES" ESCRITÓRIOS ADVOGADOS.

Anónimo 13.03.2018

Mas para quê investir na ferrovia? A alemanha dá cerca de 10000€ ao povo para se desfazerem dos carros a gasóleo. E esses carros estão a inundar as estradas portuguesas.

Anónimo 13.03.2018

"Acabou a austeridade".

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub