Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Martifer fecha semestre com prejuízos de 15,3 milhões de euros

A fabricante viu as suas receitas declinarem 2,1% e o EBITDA caiu 92,2%. As depreciações, amortizações e receitas levaram o resultado para terreno negativo.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 04 de Agosto de 2011 às 22:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...
A Martifer fechou o primeiro semestre com um resultado líquido de 15,3 milhões de euros, um valor que compara com lucros de 100 mil euros no período homólogo.

As receitas da Martifer desceram de 238,6 milhões de euros na primeira metade de 2010 para 233,6 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano. A descida do EBITDA foi de 20,5 milhões de euros no primeiro semestre de 2010 para 1,6 milhões de euros nos seis meses que terminaram a 31 de Junho.

Uma quebra de 92,2% que é explicada “pelas margens negativas nas construções metálicas, devido ao fraco desempenho da Europa Ocidental e o impacto de integração do ‘cluster’ eólico”, bem como pelas “margens mais baixas nos projectos [de energia] solar e no esforço de internacionalização e os custos associados à entrada nesta unidade de negócio”, segundo o comunicado enviado pela Martifer para a CMVM.

No site do regulador, às 22h15, consta apenas a versão do comunicado em inglês, quando as cotadas disponibilizam, habitualmente, os comunicados em português e inglês em simultâneo.

Os resultados financeiros, que foram positivos no primeiro semestre de 2010, passaram a negativos em 9,3 milhões de euros na primeira metade do ano. A cotada beneficiou de um crédito fiscal de 2,1 milhões de euros.

A dívida líquida da Martifer saldou-se em 116,9 milhões de euros.

O resultado líquido por acção foi de 0,153 euros por acção, num dia em que as acções encerram nos 1,11 euros.

Ver comentários
Outras Notícias