Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

McDonald’s recusa proposta da Burger King

A Burger King lançou o desafio e não esperou muito tempo pela resposta. A McDonald’s recusou as "tréguas" por um dia, considerando que as duas marcas podem fazer algo que faça efectivamente a diferença.

10. McDonald's - a empresa dos arcos dourados cai duas posições e está quase fora do top 10, a valer 97.723 milhões de dólares
Bloomberg
Inês F. Alves inesalves@negocios.pt 26 de Agosto de 2015 às 17:12
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Numa "carta aberta" que tomou o formato de site, o Burger King fez esta quarta-feira, 26 de Agosto, uma proposta tréguas ao seu principal rival, o McDonald’s. O cessar das hostilidades, que deveria durar apenas um dia, visava promover o Dia da Paz, que se celebra a 21 de Setembro.

 

"Adorámos a intenção mas pensamos que as nossas duas marcas podem fazer algo maior para marcar a diferença." Esta foi a posição da McDonald’s publicada no Facebook da empresa e assinado pelo presidente executivo, Steve Easterbrook, citada pela CNBC. O responsável deixou ainda críticas à linguagem usada pela Burger King, que remete para uma batalha.

 

O mesmo responsável deixou ainda um recado à Burger King: "Um simples telefonema serve na próxima vez."

 

Na página oficial do Twitter, a McDonald’s reitera que a ideia da rival foi "uma inspiração para uma boa causa", mas defendendo que as duas marcas se juntem "para fazerem algo que faça realmente a diferença."

 

Em termos práticos, a ideia é que as duas empresas se juntassem para criar um hambúrguer exclusivo e limitado que seria vendido numa loja ‘pop-up’ – uma loja temporária – em Atlanta. A localização escolhida prende-se com o facto de a cidade ficar a meio caminho entre Chicago, sede do McDonald’s, e Miami, onde fica o quartel-general do Burger King.

Para materializar esta proposta, o Burger King tem neste site não só uma sugestão de receita para o hambúrguer – o McWhopper - , como apresenta soluções para os uniformes a serem usados pelos funcionários na iniciativa em Atlanta e para as embalagens onde deve ser servida esta iguaria gastronómica de paz.

A iniciativa seria para ter lugar a 21 de Setembro, no Dia da Paz.

"O nosso convite pode ser inesperado, mas é 100% sincero", pode ler-se no site desenvolvido pelo Burger King.

A justificação para esta solicitação surge no vídeo de apresentação: "Como duas das maiores marcas mundiais, estamos na posição perfeita para influenciar a mudança e, tal como o Burger King, o McDonald’s está comprometido a usar o seu tamanho, a sua rede de influência e os seus recursos para ajudar a fazer do mundo um lugar melhor". Assim, propõe o Burger King, "criemos o hambúrguer impensável" e "abramos a discussão".

A empresa de Miami acrescenta ainda que só avançará se a rival "estiver a bordo".

A carta termina com a indicação de que tudo nesta proposta está "aberto para discussão". Fica por saber, pelo menos para já, se o McDonald’s vai aceitar esta trégua por um dia e, se o fizer, em que termos.

Veja o vídeo que o Burger King fez com a proposta para a McDonald's:

Ver comentários
Saber mais Burger King McDonald's Dia da Paz Steve Easterbrook
Outras Notícias