Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Media Capital negoceia entrada no capital da Cabovisão

Os accionistas da Cabovisão, segundo maior operador de televisão por cabo em Portugal, estão em negociações avançadas com a Media Capital para uma parceria que poderá evoluir para a entrada no capital, noticiou a Reuters, citando fonte próxima dos accioni

Negócios negocios@negocios.pt 24 de Agosto de 2005 às 15:26
  • Partilhar artigo
  • ...

Os accionistas da Cabovisão, segundo maior operador de televisão por cabo em Portugal, estão em negociações avançadas com a Media Capital para uma parceria que poderá evoluir para a entrada no capital, noticiou a Reuters, citando fonte próxima dos accionistas.

Segundo a mesma fonte, a Media Capital poderá investir até 170 milhões de euros nesta operação, que correspondem a parte da dívida da Cabovisão, fundos que serão usados na reestruturação da empresa.

Várias fontes, citadas pela reuters, adiantaram que a Media Capital não é única interessada na reestruturação da Cabovisão, num processo que está a ser intermediado pelo banco de investimento independente inglês Rothschild e que deverá estar concluído até final do ano.

Na «corrida» à Cabovisão, que está numa situação financeira difícil, estão mais de uma dezena de interessados, entre estrangeiros e nacionais, como o grupo Sonae, através Sonaecom, a Impresa, a Cofina e a SGC de João Pereira Coutinho. Tanto a Media Capital como a SGC já confirmaram a existência de negociações com a Cabovisão.

A fonte próxima dos accionistas disse que a Catalyst, que juntamente com a canadiana Cable Satisfaction International se assume como maior accionista e credor da Cabovisão, manter-se-á na empresa distribuidora de tv por cabo, internet e voz, podendo «quanto muito vir a partilhar o controlo mas não o vai perder».

«Há uma forte possibilidade de se vir a concretizar uma parceria com a Media Capital e tem havido negociações avançadas (com a Catalyst) nesse sentido», disse, à Reuters, a fonte próxima dos accionistas. «Ainda não há uma estrutura da operação em definitivo mas prevê-se que possa passar pela participação no capital da Cabovisão, comprando dívida para, posteriormente, a reconverter em capital ou em cash, via aumento de capital», acrescentou.

A dívida da Cabovisão ascende a cerca de 350 milhões de euros, dos quais 170 milhões de euros correspondem a dívida garantida, 90 milhões de euros a dívida e créditos com accionistas e 80 milhões de euros a dívida comercial.

De acordo com a mesma fonte, concluída a reestruturação financeira e accionista da Cabovisão, poderá seguir-se um processo de dispersão de capital em Bolsa e a, consequente, cotação na Euronext Lisbon ou noutra praça internacional.

As acções da Media Capital apreciavam 0,58% para 6,89 euros.

Ver comentários
Outras Notícias