Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Media Capital suspende investimentos nos conteúdos de banda larga (act)

A Media Capital suspendeu, além da oferta de ADSL, todos os investimentos de conteúdos em banda larga, anunciou hoje o grupo em conferência de imprensa.

Negócios 15 de Janeiro de 2004 às 13:11
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Media Capital suspendeu, além da oferta de ADSL, todos os investimentos de conteúdos em banda larga, anunciou hoje o grupo em conferência de imprensa.

«A partir de hoje não aceitamos novos clientes e retirámos todos os ‘kits’ das lojas», anunciou Manuel Castelo Branco, director geral da Media Capital Telecom, avançando, também, que a empresa «suspendeu todos os investimentos na sociedade de informação.

De acordo com o mesmo responsável, «a Media Capital é um grupo muito vocacionado para o desenvolvimento de conteúdos e esta suspensão terá efeitos de atrasar a sociedades de informação». Pedro Morais Leitão, administrador da MC Telecom, explicou que a suspensão se refere a conteúdos para os «sites» do grupo que incorporem vídeos e áudio.

A Media Capital justifica estas suspensões pela inexistência de condições grossistas para a continuidade das ofertas de ADSL. A mesma razão é apontada para a redução de 17 pessoas no quadro afecto à Internet, de um universo de 110 trabalhadores. Manuel Castelo Branco adiantou que essas 17 pessoas saíram em Dezembro último e que esta suspensão poderá levar a nova redução, ainda que seja desejo da operadora não o fazer. Até porque a Media Capital Telecom mostrou-se pronta a interromper a suspensão da oferta se determinadas condições se verificarem.

São basicamente três as condições enumeradas por Manuel Castelo Branco: «eliminação da taxa de activação que é uma barreira à entrada neste mercado, o estabelecimento de condições de rentabilidade, nomeadamente o desconto no trânsito IP de 35%, e a protecção da margem para todas as classes de débito (o designado ‘retail minus’ existe apenas na classe 512 Kbps)».

A Media Capital garante que as três condições são mínimas e têm de ser todas aplicadas, já que «são condições mínimas para que os operadores possam atingir o ‘break-even’».

A Media Capital garante que perde, na banda larga, por mês 16 euros por cada cliente e que tem 2.100 clientes de banda larga, o que significa uma perda total por ano de mais de 300 mil euros. Por outro lado, a MC Telecom retirou cerca de dois mil kits das lojas.

Manuel Castelo Branco garante que a Media Capital está pronta para apresentar uma queixa na Autoridade de Concorrência sobre o assunto. A Media Capital já se tinha associado à queixa na AC da Sonaecom, mas diz que pondera «autonomização da queixa». E continuar a expor o problema à Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom).

Ver comentários
Outras Notícias