Transportes Medway vai contratar 70 pessoas até setembro e acredita em lucros já este ano

Medway vai contratar 70 pessoas até setembro e acredita em lucros já este ano

A Medway, antiga CP Carga, vai contratar mais 70 pessoas até setembro e deverá proceder a mais contratações até ao final do ano. O presidente da empresa acredita que os lucros poderão ser alcançados já este ano.
Medway vai contratar 70 pessoas até setembro e acredita em lucros já este ano
Paulo Duarte/Negócios
Pedro Curvelo 23 de julho de 2019 às 11:54
A Medway, empresa que sucedeu à CP Carga após a privatização, vai contratar "70 colaboradores até setembro" e "até ao final do ano serão contratadas mais pessoas", anunciou esta terça-feira o presidente da empresa, Carlos Vasconcelos, num encontro com jornalistas.

O responsável sublinhou que, no final do primeiro semestre, a Medway contava com 641 colaboradores, mais 13,1% do que no final de dezembro de 2015. A massa salarial situou-se em quase oito milhões de euros no final de junho, uma subida de 26%, tendo o aumento médio por colaborador crescido 11% face a 2015.

Bruno Silva, "managing director" da empresa, detalhou que, para além destas 70 novas contratações, está previsto o ingresso de "cerca de 10 agentes de acompanhamento" até ao fim do ano.

No balanço dos primeiros quatro anos desde a privatização da CP Carga, Carlos Vasconcelos destacou alguns indicadores. Ao nível do investimento, notou, o montante aplicado ascende a 25,4 milhões de euros. E em termos de receitas, registou-se um acréscimo de 11% entre o final de 2015 e o final do ano passado, situando-se próximas dos 79 milhões de euros.

O resultado antes de juros, impostos, amortizações e depreciações (EBITDA) "cresceu cinco vezes", superando já os quatro milhões de euros.

E, de prejuízos de 12 milhões de euros em 2015, a empresa passou para um resultado líquido negativo de 213 mil euros no ano passado, o que, segundo Carlos Vasconcelos, permite acreditar que a Medway registe lucros já em 2019, um ano antes do previsto aquando da privatização. Também a dívida líquida evoluiu favoravelmente, reduzindo-se "para metade", nos 51 milhões de euros.



Marketing Automation certified by E-GOI