Turismo & Lazer Mergulhadores descobrem maior caverna subaquática do mundo

Mergulhadores descobrem maior caverna subaquática do mundo

Amantes do mergulho, a próxima grande aventura está à vossa espera em Tulum, no México.
Mergulhadores descobrem maior caverna subaquática do mundo
Bloomberg 20 de janeiro de 2018 às 20:00

Na exploração de novos lugares do planeta, a sabedoria popular recomenda "mergulhar fundo", mas o conselho raramente é recebido à letra. Desta vez foi: uma equipa de mergulhadores descobriu na parte leste do México uma caverna subaquática considerada a mais longa do mundo, a apenas cinco quilómetros a oeste das praias de areias brancas de Tulum.

 

As descobertas confirmam que o vasto Sac Actun, um sistema de cenotes naturais inundados com 263 quilómetros de extensão, está na verdade ligado ao sistema perto de Dos Ojos, de 83 quilómetros de extensão, elevando o comprimento total das cavernas a 347 sinuosos quilómetros. O tamanho é maior do que a altura combinada de 24 Montes Everest empilhados. O labirinto de cavernas também se estende para baixo, até uma profundidade de mais de 100 metros, o que torna a profundidade de algumas partes maior do que a altura do Big Ben, em Londres.

 

Mais emocionante do que as fotografias subterrâneas feitas nas cavernas, que parecem de outro mundo, é a possibilidade de decifrar os segredos da civilização maia, que governou a região antes das conquistas espanholas da América Central e da América do Sul no século XVI. Os cenotes eram muitas vezes lugares sagrados na cultura maia, vistos como portais para os deuses. Mergulhadores desenterraram artefactos religiosos e esqueletos humanos misteriosamente perfeitos em muitos deles, levando os exploradores do projecto Grande Aquífero Maia - dedicado ao estudo e à preservação dessas cavernas - a acreditar que eram usados para sacrifícios.

 

"Isso permite-nos apreciar com muito mais clareza como surgiram os rituais, os lugares de peregrinação e, finalmente, os grandes acordos pré-hispânicos que conhecemos", explicou o arqueólogo subaquático e director do projecto, Guillermo de Anda, à Reuters.

 

Esta é também mais uma razão para comprar passagens de avião para Tulum, que ganhou popularidade não só pelas praias imaculadas, pelos impressionantes recifes de corais e pelos retiros de pilates de alto padrão voltados ao público feminino, mas também pela impressionante e variada cena culinária.

 

Nos últimos anos, Tulum atraiu gente de renome como o chefe René Redzepi, que abriu por lá uma versão itinerante do restaurante Noma, de Copenhaga, em 2016. O local continua a ser um destino luxuoso para os amantes do conforto, seja com uma elegante casa de árvore com vista para o mar, seja com um hotel voltado à arte com trabalhos originais de Picasso, Warhol e Botero.

 

Os sistemas Sac Actun e Dos Ojos já eram importantes destinos de mergulho, mas com a descoberta, o sistema combinado certamente merece ser considerado um dos destinos de mergulho mais extremos do mundo. A notícia é positiva para a região de Quintana Roo como um todo, que no Verão passado foi incluída na lista do Departamento de Estado dos EUA de alerta aos americanos sobre viagens ao México devido ao aumento do índice de homicídios. A descoberta pode ser o prenúncio de um futuro brilhante.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
pub