Transportes Metro de Lisboa entrega obra da estação de Arroios ao consórcio da DST

Metro de Lisboa entrega obra da estação de Arroios ao consórcio da DST

Depois de ter rescindido o primeiro contrato com a Opway, o Metro de Lisboa escolheu o consórcio que integra a DST e a Efacec para a obra de ampliação da estação de Arroios, prevendo ainda para este ano a consignação da empreitada que durará 18 meses.  
Metro de Lisboa entrega obra da estação de Arroios ao consórcio da DST
Miguel Baltazar
Negócios 05 de setembro de 2019 às 18:15

O Metropolitano de Lisboa aprovou esta quinta-feira  a adjudicação do concurso para a empreitada de ampliação e reformulação da estação de Arroios ao consórcio constituído pela DST, Efacec, DTE Instalações Especiais e Cari Construtores por cerca de 6,67 milhões de euros, a que acresce IVA.

Em comunicado, o Metro da capital adianta que a assinatura deste contrato ocorrerá previsivelmente na próxima semana, acrescentando que assim que for concluída esta fase de concurso o procedimento será remetido para visto prévio do Tribunal de Contas, prevendo que a consignação da empreitada ocorra até final deste ano. As obras terão a duração de 18 meses, após a data da consignação.

Os trabalhos de reabilitação da estação Arroios visam ampliar o cais da estação de 70 para 105 metros de forma a que possa receber composições de seis carruagens, mas também a reformulação dos átrios, incluindo a reorganização dos espaços de apoio à exploração e a introdução de elevadores para acesso a pessoas de mobilidade condicionada.

 

No início deste ano, o Metro de Lisboa decidiu rescindir o contrato com empreiteiro da obra da estação de Arroios, tomando posse administrativa da obra, que deveria ser concluída no segundo semestre deste ano, alegando incumprimento  por parte da Opway.


Em fevereiro a empresa pública lançou um novo concurso limitado por prévia qualificação para a empreitada da ampliação e reformulação desta estação da Linha Verde, que está encerrada desde o verão de 2017 para a realização dos trabalhos de ampliação.


O preço base deste concurso tinha sido fixado em 6,84 milhões de euros, mais IVA, sendo a adjudicação efetuada segundo o critério da proposta economicamente mais vantajosa, na modalidade da melhor relação qualidade-preço.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI