Energia Mexia: “Plano para reduzir exposição na Ibéria está em curso”

Mexia: “Plano para reduzir exposição na Ibéria está em curso”

O presidente executivo da EDP revelou que a operação da empresa em Portugal registou prejuízos de 23 milhões de euros no primeiro trimestre.
Mexia: “Plano para reduzir exposição na Ibéria está em curso”
Miguel Baltazar
Sara Ribeiro 17 de maio de 2019 às 12:13

O presidente executivo da EDP, António Mexia, garantiu que estão empenhados em cumprir os objetos do plano estratégico apresentado em março pela elétrica. E um dos postos destacados pelo gestor durante a apresentação de resultados em conferência telefónica com analistas, foi a "redução da exposição da EDP na Ibéria".

Como a empresa tinha revelado na apresentação do plano estratégico, o foco dos futuros investimentos será nas renováveis estando prevista a venda de ativos de produção na Península Ibérica, como centrais térmicas. Com este passo, a empresa espera encaixar 2 mil milhões de euros.

Na conferência com analistas, esta sexta-feira, António Mexia sublinhou que este plano está "em curso" e detalhou que a operação da empresa em Portugal registou prejuízos de 23 milhões de euros no primeiro trimestre. Um valor que compara com os 22 milhões de euros positivos alcançados em igual período do ano passado.

Analisando os resultados por mercados, Espanha registou uma ligeira subida de um milhão de euros para 39 milhões ao passo que a atividade no Brasil cresceu de 28 milhões para 35 milhões de euros.

Segundo dados da EDP, desde o primeiro trimestre de 2015 que os proveitos derivados das operações em Portugal têm caído. Nos primeiros três meses de 2018, o resultado líquido da EDP situou-se em 175 milhões de euros. No ano seguinte, no mesmo período em análise, este valor caiu para 94 milhões ao passo que no primeiro trimestre de 2018 totalizou 22 milhões e este ano fechou com sinal negativo (-23 milhões de euros).




Marketing Automation certified by E-GOI