Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mexia: "Portugal não é um passivo. Tornou o seu passivo mais caro"

António Mexia, CEO da EDP, disse hoje que os portugueses têm de deixar de se ver como periféricos e valorizar o activo de ser português. Veja aqui o vídeo.

João Carlos Malta joaomalta@negocios.pt 12 de Janeiro de 2012 às 17:25
  • Partilhar artigo
  • 10
  • ...
(corrige o título)

"Portugal não é um passivo. Tornou o seu passivo mais caro". Durante a conferência "made in Portugal", organizada pelo "Diário de Notícias", António Mexia defendeu que Portugal e ser português não deve ser encarado como um passivo e que Portugal tem tido "dificuldade em gerir o activo Portugal".

Na economia o presidente da EDP defende que "Portugal não retira valor à marca pode é não acrescentar". "[A menor valia dos país] está na cabeça das pessoas", disse.

O líder da EDP referiu-se ainda a um almoço com amigos que teve esta tarde, onde se discutiu o tema "Como vender Portugal?". Ao contrário dos restantes elementos da mesa, Mexia defende que os portugueses não devem falar mal de Portugal. Essa é uma possibilidade que deve ficar reservada para os estrangeiros, os quais os portugueses devem tentar mover.

No entanto, Mexia defendeu que é errado pensar o País enquanto marca, defendendo que "essa ideia é do século passado". "Estamos a viver uma época de diluição de fronteiras".

Também no que se refere à estrutura accionista da EDP Mexia não teme a diluição da participação dos investidores nacionais. "Se se olhar para as grandes empresas francesas a participação local é de 5% a 10%", sublinhou o CEO da EDP.
Ver comentários
Saber mais antónio mexia portugal é fixe
Outras Notícias