Tecnologias Microsoft quer arrecadar pelo menos 14.000 milhões em nova emissão de dívida

Microsoft quer arrecadar pelo menos 14.000 milhões em nova emissão de dívida

A gigante tecnológica vai voltar ao mercado para uma emissão de títulos com prazos entre três e 40 anos, menos de seis meses depois de ter arrecadado quase 20 mil milhões de dólares para financiar a compra do LinkedIn.
Microsoft quer arrecadar pelo menos 14.000 milhões em nova emissão de dívida
REUTERS
Negócios 30 de janeiro de 2017 às 19:08

Menos de seis meses depois de se ter financiado em 19,75 mil milhões de dólares (cerca de 18,5 mil milhões de euros à cotação actual) para comprar o LinkedIn, a Microsoft vai regressar ao mercado para uma nova emissão de obrigações na qual pretende arrecadar pelo menos 14 mil milhões de dólares (13 mil milhões de euros), de acordo com o Financial Times.

A empresa fundada por Bill Gates vai emitir obrigações com sete maturidades diferentes, que vão dos três aos 40 anos.

De acordo com a mesma publicação, os bancos responsáveis pela emissão apontam para uma taxa de 3,47% nos títulos a dez anos. Esta segunda-feira, os títulos da Microsoft que vencem em Agosto de 2026 transaccionaram, em mercado secundário, com uma taxa de 3,22%.

A gigante tecnológica é uma das únicas duas empresas não financeiras com um rating de ‘AAA’ atribuído por duas das grandes agências de notação financeira.

Em Agosto, quando a tecnológica vendeu 19,75 mil milhões de dólares em dívida para financiar a aquisição do Linkedin, a procura na operação atingiu os 50 mil milhões de dólares, tendo sido mais forte nos títulos a 10 e 30 anos. 

As acções da Microsoft negoceiam em Nova Iorque em queda de 1,26% para 64,95 dólares.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI