Telecomunicações Miguel Almeida: 2017 teve "uma intensidade competitiva anormal"

Miguel Almeida: 2017 teve "uma intensidade competitiva anormal"

O presidente da Nos, Miguel Almeida, falou de 2017 como um ano muito desafiante, tendo mesmo falado do ano que passou como de uma intensidade competitiva anormal.
Miguel Almeida: 2017 teve "uma intensidade competitiva anormal"
Miguel Baltazar/Negócios
Alexandra Machado 12 de março de 2018 às 11:38

"Foi um ano muito desafiante", começou por dizer Miguel Almeida, presidente da Nos, na apresentação de resultados de 2017.

 

Este gestor classificou mesmo 2017 como um ano em que se "viveu com uma intensidade competitiva anormal", mas garantiu que para a Nos foi "mais um ano de sólidos resultados, de crescimento em todos os indicadores operacionais e financeiros".

 

Na conferência de imprensa em que está a apresentar resultados do ano passado, Miguel Almeida explicou o crescimento da Nos, nos vários indicadores, realçando que mesmo com o investimento elevado a empresa conseguiu libertar meios significativos. E é por isso que justifica a proposta de dividendo de 30 cêntimos por acção, que irá à assembleia-geral de Maio.

 

O "free cash flow" permite "um aumento muito material do dividendo de 50%", mas, acrescentou, "apesar do crescimento do dividendo, mantivemos uma estrutura de balanço conservadora".

O rácio da dívida sobre o EBITDA está em 1,9 vezes, abaixo do que estava em 2016 em que a dívida era de duas vezes o EBITDA.

 

 




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 12.03.2018

A belinha precisa de dividendos. A fonte angolana secou! E o nosso Miguel Almeida lá cumpriu o desígnio. Quando é que deixamos de vergar perante a belinha?

Ladrões autorizados? 12.03.2018

Liguei para a NÓS pq um familiar c/quase 90 anos paga cerca de 50€ por tv/net/voz, disseram que tb tinha móvel. Perguntei quem assinou contrato disseram ninguém pq foi por telefone(???).

NirSup 12.03.2018

Como é que num ano em que se "viveu com uma intensidade competitiva anormal", a Nos obteve lucros superiores em 37% ao ano anterior e com um aumento da facturação de apenas 3%?
Mais do que um ano desafiante estamos perante uma contabilidade muito criativa. Ou será que deixaram de investir no futuro?

Anónimo 12.03.2018

http://www.flash.pt/atualidade/nacional/detalhe/cristina-ferreira-relata-noite-de-sexo-com-casinhas?ref=DET_cruzados_blocohorizontal_negocios

Saber mais e Alertas
pub