Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Miguel Almeida garante que a Nos tem total apoio dos accionistas angolanos

O presidente executivo da Nos adiantou que a operadora “sente total apoio” e “conforto” da parte dos accionistas angolanos. Quanto à actual situação económica de Angola, responsáveis da Nos acreditam que não terá impacto no grupo.

Miguel Baltazar/Negócios
Sara Ribeiro sararibeiro@negocios.pt 26 de Fevereiro de 2015 às 12:55
  • Partilhar artigo
  • ...

O presidente executivo da Nos, Miguel Almeida, prefere não comentar as recentes notícias que dão conta de algum desconforto entre a Sonae e a esfera empresarial da angolana Isabel dos Santos, que também é accionista da ZOPT, que detém a Nos.

 

"Ainda ontem tivemos reunião do conselho de administração, por causa dos resultados, e aquilo que sentimos foi um total apoio neste projecto. Sentimos conforto", disse Miguel Almeida durante a conferência de apresentação de resultados que decorreu esta quinta-feira, 26 de Fevereiro, em Lisboa.

 

A Sonae e a Condis, empresa de Isabel dos Santos que será a parceira do grupo português na abertura do Continente em Angola, estarão com as relações abaladas devido à saída de dois quadros da Sonae para uma empresa angolana.

 

Quanto à actual situação que Angola está a passar, o administrador financeiro, José Pereira da Costa, garante que a Nos "está completamente confortável com este mercado".

 

A Nos detém uma participação de 30% na ZAP, operadora que opera em Angola e também detida por Isabel dos Santos. O administrador financeiro sublinha, por isso, que o contributo da Zap para as contas consolidadas do grupo é só uma ínfima parte, acrescentando ainda que "a Zap tem uma aposição muito forte em Angola e tem capacidade para enfrentar os desafios que possam surgir".

 

A Nos aumentou os lucros em 17,8% para 74,7 milhões de euros

Ver comentários
Saber mais Miguel Almeida Sonae Isabel dos Santos ZOPT Angola José Pereira da Costa ZAP
Outras Notícias