Telecomunicações Milionário egípcio mantém válida a sua proposta para a Oi

Milionário egípcio mantém válida a sua proposta para a Oi

A Orascom estendeu, novamente, o prazo para a sua proposta alternativa para a Oi.
Milionário egípcio mantém válida a sua proposta para a Oi
Reuters
Alexandra Machado 03 de maio de 2017 às 10:17

A Orascom, do milionário egípcio Naguib Sawiris, voltou a estender o prazo para a sua oferta com uma proposta alternativa para a recuperação da Oi.

Segundo comunicado da Oi, a Orascom estendeu agora o prazo até 1 de Junho, para manter válido o seu plano alternativo de recuperação judicial. 

A última indicação da Orascom tinha sido de que a proposta estava válida até início de Maio. Agora voltou a dar mais um mês. Esta não é a primeira vez que o egípcio altera o prazo para a validade da sua oferta.

A Oi está em processo de recuperação, mas a Orascom avançou, em Dezembro, com uma 
proposta para um plano alternativo de recuperação judicial de "um grupo formado por representantes de credores da companhia [Moelis & Company e FTI Consulting] e um potencial investidor, Orascom TMT Investment, sociedade sediada no Luxemburgo".

 

A proposta prevê o lançamento de uma oferta pública de aquisição (OPA) de até 1,25 mil milhões de dólares. 

A Oi, entretanto, apresentou, em Março, uma nova proposta aos credores para conversão de dívidas, depois de ter entrado com um pedido de recuperação judicial a 20 de Junho de 2016, com uma dívida de 65,4 mil milhões de reais, o maior processo de protecção contra credores registado até agora no Brasil.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI