Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Millennium IB baixa avaliação da Portucel em 12% para 2,90 euros

O Millennium IB reviu em baixa a avaliação atribuída à Portucel. O "target" caiu para 2,90 euros, de forma a incorporar uma actualização negativa às previsões de vendas, preços e margens. O BPI classifica os números da empresa de pasta e papel de "fracos". Já o CaixaBI considera que Portucel continua a apresentar desempenhos operacionais acima da média do sector.

Paulo Moutinho 09 de Fevereiro de 2009 às 09:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...
O Millennium IB reviu em baixa a avaliação atribuída à Portucel. O “target” caiu para 2,90 euros, de forma a incorporar uma actualização negativa às previsões de vendas, preços e margens. O BPI classifica os números da empresa de pasta e papel de “fracos”. Já o CaixaBI considera que Portucel continua a apresentar desempenhos operacionais acima da média do sector.

A companhia liderada por Pedro Queiroz Pereira revelou, na sexta-feira, um quebra de quase 15% nos lucros de 2008. As vendas atingiram os 1.131,9 milhões de euros, registando uma diminuição de 1,3% face a 2007, enquanto o EBITDA cifrou-se em 271,7 milhões de euros, o que representa, em relação a 2007, uma redução na ordem dos 20%, segundo a Portucel.

“No global, a Portucel apresentou um fraco conjunto de resultados”, refere o BPI. O banco de investimento, que manteve a avaliação de 2,65 euros e a recomendação de “comprar”, sublinha que tinha já, recentemente, revisto as estimativas da companhia de forma a incorporar um “cenário de recessão em 2009, cortando previsões de volumes e de preços”.

Após a apresentação de resultados, o Millennium IB actualizou a avaliação da Portucel, revendo, também, em baixa “os volumes de vendas, os preços e as margens”. O analista João Mateus actualizou as “estimativas e alterou a taxa de risco e o ‘spread’ da dívida de longo-prazo” para a Portucel, levando a que o preço-alvo da empresa de pasta e papel recuasse de 3,30 euros para 2,90 euros. Uma redução de 12%.

O CaixaBI reafirmou o preço-alvo para final de 2009 de 2,20 euros por acção, e a recomendação de “comprar”. Para o analista Carlos Jesus, a Portucel continua a “apresentar performances operacionais acima da média do sector, mesmo num cenário de clara desaceleração económica em todo o mundo”.

As acções da Portucel seguem a desvalorizar 0,34% para 1,46 euros. Face ao novo “target” do Millennium IB, de 2,90 euros, apresentam um potencial de subida de quase 100%. Dada a elevada margem de progressão das acções da empresa liderada por Pedro Queiroz Pereira, o banco de investimento manteve a recomendação de “comprar” para os títulos.

Ver comentários
Outras Notícias