Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ministério da Economia entrega mais sete lotes no concurso da biomassa

O Ministério da Economia e da Inovação concretizou na semana passada a entrega de sete lotes do concurso para centrais termoeléctricas a partir de biomassa florestal, contratando o equivalente a uma potência de 56 megawatts (MW).

Miguel Prado miguelprado@negocios.pt 24 de Setembro de 2009 às 20:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O Ministério da Economia e da Inovação concretizou na semana passada a entrega de sete lotes do concurso para centrais termoeléctricas a partir de biomassa florestal, contratando o equivalente a uma potência de 56 megawatts (MW).

“Com a contratação, na semana passada, de cinco lotes e a adjudicação de mais dois lotes, correspondentes a uma potência total de 56 MW, foi dado mais um passo para o cumprimento dos objectivos da Estratégia Nacional para a Energia”, informou em comunicado o Ministério da Economia.

No total, o concurso das centrais de biomassa incluía 15 lotes, correspondentes a uma capacidade total de 100 MW. Conforme o Negócios já tinha avançado em Abril, dessa oferta, 4 MW não foram atribuídos por falta de interessados.

Os 96 MW de potência a instalar estão em fases distintas. Há 46 MW, divididos em oito lotes, que já tiveram os contratos celebrados. Outros 20 MW, repartidos por dois lotes, já foram adjudicados e estão na tramitação para a assinatura dos contratos. Há ainda 30 MW, em três lotes, que estão “em fase final de adjudicação”, segundo o Ministério da Economia.

Dois dos lotes atribuídos, Belmonte e Sertã, com uma potência total de 5 MW, encontram-se já em fase final de instalação, prevendo-se a sua entrada em exploração no último trimestre deste ano, refere a mesma fonte.

Os projectos de energia a partir da biomassa que o Governo licenciou correspondem a um investimento superior a 250 milhões de euros, que irá gerar cerca de 200 postos de trabalho directos. Estes 96 MW vêm somar-se a outros 150 MW de potência já antes atribuída para projectos a partir de biomassa florestal.

Ver comentários
Outras Notícias