Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ministro do Ambiente exige redução de custos na Águas de Portugal

O ministro do Ambiente, Jorge Moreira da Silva, anunciou que o grupo Águas de Portugal será sujeito a uma reorganização da sua área corporativa no sentido de aumentar a redução de custos, especialmente os relacionados com as posições de chefia.

Bruno Simão/Negócios
Miguel Prado miguelprado@negocios.pt 23 de Julho de 2014 às 16:18
  • Partilhar artigo
  • 8
  • ...

"O grupo Águas de Portugal tem vindo a fazer uma redução de custos significativa mas não podemos ter nenhum tipo de conforto quando sentimos que é possível ir mais longe", declarou Jorge Moreira da Silva durante um debate promovido pela Associação das Empresas Portuguesas do Sector do Ambiente (AEPSA).

 

Segundo o governante esta reorganização da Águas de Portugal passará pela extinção de algumas empresas e "uma redução significativa das chefias no grupo e dos custos operacionais". Segundo o ministro os contornos mais detalhados das poupanças serão apresentados nas próximas semanas.

 

Jorge Moreira da Silva sublinhou que tem estado a pedir ao grupo Águas de Portugal a apresentação de uma proposta para essas reduções de custos sendo que entre a empresa pública e o Governo já foram discutidas "versões sucessivas" desse projecto de reorganização.

 

À margem da iniciativa promovida pela AEPSA o ministro não quis pronunciar-se sobre o eventual desinteresse de alguns candidatos à privatização da EGF. "Quero reafirmar a confiança que tenho em todo este processo", referiu Jorge Moreira da Silva. 

Ver comentários
Saber mais Águas de Portugal Jorge Moreira da Silva AEPSA Associação das Empresas Portuguesas do Sector do Ambiente ambiente Governo
Outras Notícias