Construção Mota-Engil ganha contrato de 140 milhões na Costa do Marfim

Mota-Engil ganha contrato de 140 milhões na Costa do Marfim

A construtora será responsável pela concepção, construção e operação de um aterro para triagem e produção de energia na Costa do Marfim.
Mota-Engil ganha contrato de 140 milhões na Costa do Marfim
Bruno Simão
Rita Faria 22 de janeiro de 2018 às 12:16

A Mota-Engil, através da sua subsidiária africana, ganhou um contrato na Costa do Marfim, com um valor estimado de 140 milhões de euros.

Segundo o comunicado emitido à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o contrato é para a concepção, construção e operação de um aterro para triagem e produção de energia.

"A Mota-Engil, através de uma empresa participada em 60% pela Mota-Engil África informa sobre a adjudicação de um contrato para a concepção, construção e operação de um aterro com capacidade para triagem e produção de energia proveniente de biogás em Abidjan, na Costa do Marfim", revela a empresa no comunicado.

De acordo com a construtora, o contrato envolverá um valor estimado de cerca de 140 milhões de euros (o qual inclui uma componente variável estimada de cerca de 40 milhões de euros dependente das toneladas movimentadas), e uma duração de sete anos para uma capacidade total de 8,2 milhões de toneladas.

"Com esta adjudicação, a Mota-Engil reforça a sua carteira de encomendas no médio prazo, bem como a sua actividade na área de resíduos na região de África", acrescenta a empresa.

Este é o segundo contrato da Mota-Engil neste país, depois de a empresa ter ganhado a operação de recolha de resíduos para os próximos sete anos na capital, Abidjan. 

A entrada neste mercado foi noticiada pelo Negócios em Agosto do ano passado, altura em que a construtora apresentou o preço mais baixo nos três lotes do concurso lançado pelo Governo da Costa da Marfim para a recolha de resíduos e limpeza urbana na capital.