Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Motorola com prejuízos de 164 milhões mas vendas aumentam 41%

A Motorola, a segunda maior fabricante de telemóveis do mundo, anunciou prejuízos de 203 milhões de dólares (164,46 milhões de euros) no segundo semestre. Estes resultados derivam do pagamento de impostos relacionado com a oferta pública de venda (OPV) da

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 21 de Julho de 2004 às 10:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Motorola, a segunda maior fabricante de telemóveis do mundo, anunciou prejuízos de 203 milhões de dólares (164,46 milhões de euros) no segundo semestre. Estes resultados derivam do pagamento de impostos relacionado com a oferta pública de venda (OPV) da unidade de semicondutores. A empresa anunciou que as vendas de telemóveis aumentaram.

Os prejuízos foram de 9 cêntimos de dólar por acção, comparados com os resultados líquidos de 119 milhões de dólares (96,41 milhões de euros), ou 5 cêntimos, no ano passado. As vendas cresceram 41% para 8,7 mil milhões de dólares (7,05 mil milhões de euros), superando as estimativas dos analistas.

A Motorola adiantou que Thomas Lynch, o responsável pela unidade de telemóveis, vai abandonar a empresa no final do Verão.

O presidente executivo da Motorola, Eduard Zander, recuperou a área de telemóveis, que nos últimos oito anos tem perdido quota mercado para a líder Nokia. Zander impulsionou as vendas fixando os prazos de entrega e oferecendo ao mercado modelos de telemóveis mais populares que os disponibilizados pela Nokia.

A Motorola, que na passada semana vendeu 30% do capital da Freescale, empresa de semicondutores, provavelmente vai enfrentar cortes nos preços este trimestre com a Nokia a querer defender a sua posição de liderança no mercado.

As acções da Motorola fecharam ontem a subir 4,21% para 16,09 dólares, nos Estados Unidos, e seguiam com ganhos na Europa.

Ver comentários
Outras Notícias