Banca & Finanças Mourinho Félix critica troca de dívida do Novo Banco decidida por Carlos Costa

Mourinho Félix critica troca de dívida do Novo Banco decidida por Carlos Costa

Dias depois de falar em "falha de informação grave" cometida pelo governador do Banco de Portugal, o secretário de Estado das Finanças criticou os efeitos jurídicos da troca de dívida do Novo Banco. "E não é preciso dizer mais nada."  
Mourinho Félix critica troca de dívida do Novo Banco decidida por Carlos Costa
Miguel Baltazar/Negócios
Diogo Cavaleiro 20 de abril de 2016 às 14:37

O tema eram os "swaps" mas o secretário de Estado das Finanças quis trazer o Novo Banco para o debate. Ricardo Mourinho Félix criticou a troca de dívida sénior decidida pelo Banco de Portugal pouco tempo depois de ter acusado o governador de ter cometido uma "falha de informação grave".

Em discussão estava onde discutir, judicialmente, os contratos "swap": Inglaterra, como aconteceu com os contratos vendidos pelo Santander, ou em Portugal, como pretendia o Estado português. Depois, o debate passou para o empréstimo do Santander ao Estado, concedido após a resolução do Banif, que se encontra sujeito à lei inglesa. Em seguida, veio o Novo Banco, sem ser explicitamente referido.

"Desde o final do ano passado, as instituições financeiras – todas – querem usar o foro jurisdicional de tribunais fora de Portugal. Não contribui nada para a credibilidade do ordenamento jurídico português que se façam anulações de obrigações seniores", lançou Ricardo Mourinho Félix.

A declaração referia-se à troca de cinco linhas de dívida sénior do Novo Banco para o BES determinada a 29 de Dezembro de 2015 pelo Banco de Portugal como forma de reforçar os rácios da instituição liderada por Eduardo Stock da Cunha.

Mourinho Félix já o tinha criticado num encontro com investidores estrangeiros em Londres, dizendo que o Executivo não concordara com a decisão, mas voltou a mencionar o tema esta quarta-feira, 20 de Abril, no Parlamento, dias depois de já ter acusado o governador Carlos Costa de uma "falha de informação grave" na questão do Banif – tema que levou o líder do regulador bancário pela segunda vez à comissão de inquérito ao banco. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI