Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

"Não há tradição de analisar o que correu bem e mal" na atuação da supervisão

João da Costa Pinto reconhece que não há, em Portugal, tradição de avaliar a atuação da supervisão. Quando é feita, transforma-se "num acontecimento ímpar, suscetível de grande especulação". Foi isso que aconteceu com o relatório da avaliação feita à atuação do BdP no caso BES, concluído em 2015 e ainda hoje mantido em segredo.

Tiago Petinga/Lusa
Rafaela Burd Relvas rafaelarelvas@negocios.pt 01 de Agosto de 2019 às 22:40
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A defesa do BdP tem sido de que, em muitas situações, não tinha forma de atuar porque a lei não o previa ou permitia. A lei deve continuar a ser mudada para que seja dado mais poder de intervenção ao supervisor?
Sinceramente, não vejo que seja necessário. Acho que, hoje, os supervisores europeus, e em particular o português, têm um quadro suficientemente denso e que possibilita o controlo, em certas áreas até excessivo. A atividade bancária está submetida a uma rede tão densa ...
Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais banco de portugal joão costa pinto bes supervisão
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias