Turismo & Lazer Navio oceânico de Mário Ferreira no top 20 europeu da NABU

Navio oceânico de Mário Ferreira no top 20 europeu da NABU

O World Explorer, o primeiro navio oceânico do “tubarão” português do turismo fluvial, surge em 19.º lugar da lista da NABU - Natural and Biodiversity Consevations Union, “ranking” das embarcações de cruzeiro menos poluentes e sustentáveis da Europa.
Navio oceânico de Mário Ferreira no top 20 europeu da NABU
Ricardo Meireles
Rui Neves 05 de setembro de 2019 às 11:35

O primeiro dos três navios oceânicos encomendados pelo grupo do empresário Mário Ferreira à Martifer, que custou cerca de 70 milhões de euros e entrou em operação em julho passado, integra o top 20 da lista elaborada pela alemã NABU - Natural and Biodiversity Conservation Union, "ranking" que tem como finalidade ordenar as embarcações de cruzeiro menos poluentes e sustentáveis da Europa, revela a empresa, em comunicado.

 

"Integrar o top 20 dos navios mais ecológicos da Europa, segundo a NABU, é um marco para a classe de navios MS Explorer, projetados e concebidos tendo em linha de conta o que de mais sofisticado se utiliza na indústria naval em termos ambientais, não só de poupança de combustível como sustentabilidade energética", enfatiza Mário Ferreira, chairman e CEO da Mystic Invest, "holding" que controla as operadoras de cruzeiros Mystic Cruises, a DouroAzul e a Nicko.

 

O World Explorer, que foi construído nos estaleiros de Viana do Castelo pela West Sea, participada do grupo Martifer, foi projetado para visitar portos de pequena dimensão e mais próximos dos centros históricos das cidades, em oposição aos mega paquetes, oferecendo experiências no Mediterrâneo, no Mar Báltico, Gronelândia, Amazonas, nos Fiordes da Noruega, no Ártico e na Antártica.

 

Segundo o grupo de Mário Ferreira, trata-se de um paquete "eco-friendly", que foi projetado para "apresentar uma menor pegada ecológica, num trabalho desenvolvido em parceria entre a Mystic Cruises e a Rolls-Royce, de forma a poder ser equipado com motores híbridos e sem utilização de combustíveis pesados".

 

A NABU avaliou 88 embarcações, tendo colocado o World Explorer na 19.ª posição.

 

O World Explorer está preparado para navegar em águas polares, tendo 100 cabines duplas, que podem albergar 200 passageiros, e uma equipa de 110 tripulantes.

Nos estaleiros de Viana do Castelo estão em construção mais dois navios oceânicos para o grupo de Mário Ferreira, o World Voyager e o World Navigator, que deverão juntar-se ao World Explorer em 2020 e 2021, respetivamente, num investimento global superior a 210 milhões de euros.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI