Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Nokia nomeia Rajeev Suri como CEO após negócio com Microsoft

A empresa finlandesa escolheu um homem "da casa" para liderar a marca. Depois da venda da unidade de telemóveis, a Nokia quer destacar-se nas redes "wireless".

A carregar o vídeo ...
Nokia Promotes Rajeev Suri to Lead as New CEO
Negócios 29 de Abril de 2014 às 10:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Nokia escolheu Rajeev Suri (na foto) para novo presidente executivo. O anúncio foi feito pela marca esta terça-feira, 29 de Abril, e o novo responsável entrará em funções a partir da próxima quinta-feira, 1 de Maio.

 

Rajeev Suri, de 46 anos, é um homem "da casa". Está há cerca de 20 anos nos quadros da marca finlandesa e desde 2009 lidera a unidade de redes. Antes de 2009 passou pelas áreas de marketing, estratégia, fusões e aquisições e vendas.

 

Para o analista do Pohjola Bank, Hannu Rauhala, Rajeev Suri é uma "escolha forte". Citado pela Bloomberg, Rauhala acredita que "a indústria vai passar por uma grande mudança" e que "Suri tem muito trabalho pela frente".

 

O ainda presidente executivo da Nokia, Stephen Elop, vai regressar à Microsoft, segundo a Bloomberg. A Microsoft concluiu na passada sexta-feira, 25 de Abril, a compra da unidade móvel da Nokia por 7,2 mil milhões de dólares (cerca de 5,2 mil milhões de euros).

 

Nokia regressa aos lucros no primeiro trimestre de 2014

 

A Nokia anunciou o regresso aos lucros nos primeiros três meses de 2014. O resultado positivo de 108 milhões de euros segue-se a um prejuízo de 98 milhões de euros registado no período homólogo.

 

Os dados, que excluem a unidade adquirida pela norte-americana Microsoft, mostram também uma quebra das receitas de 15% para 2,66 mil milhões de euros. Um valor abaixo das estimativas dos analistas, que previam receitas de 2,85 mil milhões de euros.

 

A marca finlandesa anunciou o pagamento de 800 milhões de euros relativos aos dividendos de 2013 e de 2014 até ao final deste ano e um dividendo extraordinário de mil milhões de euros (26 cêntimos por acção) no início de Julho de 2014. A Nokia pretende comprar 1,25 mil milhões de euros em acções próprias nos próximos dois anos.

 

O futuro da Nokia sem telemóveis

 

A empresa, criada em 1865, ficou reduzida a três unidades de negócio: redes, mapas e licenciamento de patentes. O novo responsável da Nokia, Rajeev Suri, já admitiu a possibilidade de fazer "pequenas aquisições", para complementar a oferta de produtos da marca da cidade de Espoo.

 

Para o analista do Nordea Bank, Sami Sarkamies, a presença da Nokia no negócio das redes "é para continuar, embora tenha de trabalhar para fazer pequenas aquisições e parcerias" com outras empresas, referiu, citado pela Bloomberg.

 

Os títulos da Nokia estão a valorizar 6,71% para 5,485 euros.

Ver comentários
Saber mais Nokia Rajeev Suri Stephen Elop Microsoft telecomunicações
Outras Notícias