Empresas Nos pagou menos 21.400 euros à administração em 2018

Nos pagou menos 21.400 euros à administração em 2018

A operadora liderada por Miguel Almeida remunerou em 4,09 milhões o seu conselho de administração no ano passado, contra 4,11 milhões em 2017.
Nos pagou menos 21.400 euros à administração em 2018
Miguel Baltazar
Carla Pedro 05 de abril de 2019 às 23:53

Os administradores da Nos auferiram um total de 4.093.300 euros em 2018, uma diminuição de 21.410 euros (0,52%) face aos 4.114.710 recebidos em 2017 – ano em que também houve temporariamente mais um administrador executivo.

 

O CEO, Miguel Almeida, "levou para casa" um valor bruto de 891.800 euros, por conta da remuneração fixa (575.000, igual à do ano precedente) e da participação de resultados (316.800, contra 315.794 um ano antes), quando em 2017 tinha auferido 890.794 euros.

 

Só os administradores executivos, sublinhe-se, é que recebem a título da componente ‘participação de resultados’.

 

A juntar a estes valores há também o número de ações que são atribuídas aos membros executivos, no âmbito do plano de ações da empresa – que no caso de 2018 fazem parte do plano 2019-2022, com um período de empossamento das ações de três anos, condicionado ao desempenho futuro positivo da empresa.

Em 2018, o total de ações distribuídas por Miguel Almeida, José Pereira da Costa, Ana Pina Marques, Jorge Graça, Luís Nascimento e Manuel Ramalho Eanes foi de 253.302, refere o relatório e contas da operadora.

 

Em 2016, o valor deste plano de ações distribuído pelos administradores executivos foi de 1.206.210 euros e em 2017 equivaleu a 1.134.066 euros.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI