Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Notícia de que Popular vai comprar o Pastor leva a suspensão das acções

El Confidencial avança que o banco onde Américo Amorim é um dos maiores accionistas pretende comprar o Banco Pastor.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 07 de Outubro de 2011 às 14:56
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
A CNMV, entidade que regula o mercado de capitais em Espanha, ordenou a suspensão em bolsa das acções do Banco Popular e do Banco Pastor, depois do "El Confidencial" ter noticiado que o banco onde Américo Amorim é accionista vai comprar o Pastor.

Antes de terem sido suspensas, as acções do Banco Pastor subiam 4,84%. O Popular ganhava 1,34%.

De acordo com o site de notícias espanhol, a operação é amigável e será realizada através de uma fusão por incorporação, por troca de acções, isto num processo que está a ser liderado pelo Banco de Espanha.

O banco central, nas últimas semanas, terá procurado entidades bancárias para comprar o Pastor e ontem comunicou ao Popular que teria sido o seleccionado.

Fontes citadas pelo "El Confidencial" salientam que a administração do Popular não aprovou ainda a operação e que o Pastor, caso a operação avance, manterá a sua identidade na Galiza, operando com a marca Popular nas restantes regiões do país.

O Popular é um dos maiores bancos espanhóis, depois do Santander e BBVA, marcando também uma presença no mercado português, depois de ter adquirido o BNC a Américo Amorim. O empresário português é um dos maiores accionistas individuais do Popular.

O Pastor solicitou que não fosse incluído nos últimos testes de "stress", devido à escassez de capital que apresentava. Em Março último realizou uma operação de aumento de capital de 25%.



Ver comentários
Saber mais Popular Pastor
Outras Notícias