Comércio Nova lei impõe saldos com preços abaixo dos praticados nos três meses anteriores

Nova lei impõe saldos com preços abaixo dos praticados nos três meses anteriores

O Governo aprovou hoje novas regras para promoções e saldos no comércio para garantir que esses preços são mais baixos do que o valor a que foi comercializado nos três meses anteriores.
Nova lei impõe saldos com preços abaixo dos praticados nos três meses anteriores
Miguel Baltazar
Lusa 13 de junho de 2019 às 16:21

"Quando se fazem saldos ou promoções, tem que se oferecer um desconto relativamente ao preço mais baixo anteriormente praticado", explicou o ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, na conferência de imprensa após o Conselho de Ministros de hoje.

 

Com este decreto-lei, e com a definição do que é o "preço mais baixo anteriormente praticado", procura clarificar-se e evitar que sejam aumentados preços imediatamente antes de saldos ou promoções para depois os baixar, explicou ainda.

 

"Protege-se os consumidores e dá-se uma baliza aos comerciantes", explicou ainda Siza Vieira.

 

O "preço mais baixo anteriormente praticado" é o valor "mais baixo praticado nos 90 dias anteriores, com a exceção de saldos e promoções anteriores", definiu o ministro.

 

Esta é uma medida de transparência e de clarificação e foi negociada com associações de consumidores e de comerciantes.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI