Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Novabase conclui venda do negócio de GTE à Vinci

A venda deste negócio vai gerar uma mais-valia de 12 a 15 milhões de euros, reitera a tecnológica liderada por João Nuno Bento.

DR
Negócios jng@negocios.pt 09 de Janeiro de 2020 às 18:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Novabase concretizou esta quinta-feira, juntamente com a sua subsidiária indireta Novabase Consulting, a alienação à Vinci Energies Portugal do negócio de "application and data analytics" para os sectores de Governo, Transportes e Energia (negócio GTE), nos termos do contrato cuja celebração tinha sido noticiada ao mercado no passado dia 4 de novembro de 2019, informou a tecnológica em comunicado à CMVM.

 

A concretização teve lugar após a verificação das condições suspensivas a que se encontrava subordinado o contrato, diz a empresa liderada por João Nuno Bento (na foto).

 

"O preço pago pelo comprador foi de 33 milhões de euros, estando sujeito a ajustamentos positivos e negativos, nos termos do contrato", refere o documento, acrescentando que "tal como anteriormente comunicado, a este valor pode acrescer um potencial earn-out de 3 milhões de euros, dependente da performance final do negócio GTE que se vier a verificar no ano de 2019".

 

A Novabase esclarece ainda que, devido às cláusulas de ajustamento de preço positivo ou negativo acordadas pelas partes, não é possível ainda estimar, com precisão, a contrapartida final que possa vir a ser obtida com a transação e, consequentemente, a mais-valia que a Novabase virá a auferir com a conclusão da mesma.

 

Assim sendo, "com a informação existente na presente data, a Novabase não atualiza a estimativa de mais-valia de 12 a 15 milhões de euros divulgada a 7 de novembro, desconsiderando o impacto, imprevisível na presente data, das condicionantes positivas e negativas da contrapartida final".

 

Na informação prestada a 4 de novembro, a empresa comunicou que esta venda seria feita através da alienação das ações representativas da totalidade do capital social da Novabase Digital, bem como através da transferência do valor económico e de colaboradores afetos ao Negócio GTE que se encontram noutras sociedades do grupo.

 

O Negócio GTE emprega atualmente perto de 400 colaboradores, e representou uma faturação de 35 milhões de euros em 2018.

 

A Vinci Energies Portugal é um dos braços do grupo francês Vinci que agrega empresas das áreas de consultoria e engenharia.

 

A Vinci está presente no país também através da Axians Portugal, a empresa que resulta da aquisição da Novabase IMS por parte da companhia francesa, naquele que foi a maior transação de sempre em Portugal na área de serviços profissionais de TIC.

Ver comentários
Saber mais Vinci Energies Portugal Novabase
Mais lidas
Outras Notícias