Aviação Novo avião da Airbus pode ser um híbrido

Novo avião da Airbus pode ser um híbrido

A Airbus está a considerar avançar com aquela que seria das maiores revoluções para o setor da aviação na última década - o lançamento de um modelo híbrido.
Novo avião da Airbus pode ser um híbrido
Dmitry A. Mottl
Negócios com Bloomberg 13 de junho de 2019 às 18:30
A hipótese de a próxima nave aérea da Airbus ser híbrida, tornando-se a primeira movida em parte a energia elétrica, está em cima da mesa, avança a Bloomberg.

O próximo modelo da Airbus viria substituir o atual A320neo, num horizonte de 15 anos. Caso a tecnologia híbrida fosse adotada, marcaria uma reviravolta para a indústria. 

Fontes familiares com o planeamento interno da Airbus apontam para 2035 como o ano de lançamento, embora ressalvem que a agenda está sujeita a desvios de acordo com a evolução dos trabalhos. Para começar, é provável que a Airbus se dedique ao desenvolvimento de uma aeronave com um único corredor, para depois avançar para uma nave equiparável ao A321neo, o qual tem capacidade para 240 pessoas a bordo.

Paralalemente aos planos para criar um modelo híbrido, a Airbus mantém o desenvolvimento de outras alternativas para a substituição do A320, o qual já cruza os céus desde 1980. Em estudo estão novos desenhos das asas, o recurso a diferentes materiais e ajustes à engenharia dos motores, de modo a impulsionar a eficiência. Um modelo com estes melhoramentos  poderia estar pronto antes da eventual versão híbrida, já em 2030.

A Airbus tem como objetivo reduzir as emissões de dióxido de carbono em 75% até 2050, pelo que estará preparada para adiar o laçamento de uma nova versão alguns anos - neste caso, a diferença seria de 5 anos - de forma a conseguir alcançar estas metas, revelam as mesmas fontes à Bloomberg. 

Um fator que será decisivo é a evolução das máquinas da rival Boeing, à qual a Airbus admite ter de se adaptar.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI