Banca & Finanças Novo Banco vende carteiras de 800 milhões em crédito e imóveis

Novo Banco vende carteiras de 800 milhões em crédito e imóveis

As duas transações distintas deverão estar concluídas até ao final do ano. O valor do encaixe não foi revelado.
Novo Banco vende carteiras de 800 milhões em crédito e imóveis
Tiago Petinga/Lusa
Nuno Carregueiro 05 de agosto de 2019 às 08:05

O Novo Banco anunciou esta segunda-feira que chegou a acordo para vender duas carteiras de ativos, que em conjunto têm um valor contabilístico conjunto próximo de 800 milhões de euros. O banco liderado por António Ramalho não revela o valor que encaixou com a venda destes ativos, que habitualmente são alienados com um elevado desconto.

A sua sucursal em Espanha chegou a acordo para vender, à Waterfall Asset Management, uma carteira de ativos imobiliários e crédito malparado que tem um valor contabilístico de 308 milhões de euros.

Em comunicado, o Novo Banco refere que esta carteira, denominada "Projeto Albatroz", foi alienada à gestora norte-americana Waterfall Asset Management.

Numa outra operação, o banco liderado por António Ramalho aceitou vender à Cerberus Capital Management uma carteira de ativos imobiliários, designado por "Projeto Sertorius", que tem um valor bruto contabilístico de 487,8 milhões de euros.

A carteira com o nome do general romano é sobretudo composta por terrenos não edificados e alguns ativos imobiliários industriais, mas também imóveis residenciais e comerciais, a maioria localizada nos distritos de Lisboa e Setúbal.

Esta carteira é composta por 195 imóveis agregados, que se traduzem em 1.228 unidades individuais, com usos industrial, comercial, terrenos e residencial, incluindo estacionamentos, refere o banco em comunicado.

O banco liderado por António Ramalho prevê que a venda destas duas carteiras esteja concluída até ao final deste ano.

O Novo Banco está a implementar um plano de venda de ativos não estratégicos, sobretudo os de baixa qualidade, sendo que estas operações representam "mais um importante passo no processo de desinvestimento de ativos não estratégicos do Novo Banco, prosseguindo este a sua estratégia de foco no negócio bancário", refere o comunicado.

Na calha está ainda a venda de uma outra carteira de crédito malparado, que tem ativos contabilizados em cerca de 3 mil milhões de euros e a denominação de "Nata 2". Esta operação representa a maior venda de sempre de crédito malparado em Portugal e, segundo a Sábado, deverá ser concretizada com um desconto entre 91% e 94%. Segundo avançou a Bloomberg em julho, a Bain Capital Credit e a Davidson Kempner avançaram com propostas vinculativas para adquirir esta carteira.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI