Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

O BCP irá regressar aos lucros?

Se está à espera do regresso do BCP aos lucros, o mais provável é que tenha que aguardar até 2013. Em termos de resultados, o exercício em curso está, quase de certeza, perdido. Sobretudo devido à almofada de 450 milhões de euros que o banco criou para acomodar perdas futuras na operação grega.

O BCP irá regressar aos lucros?
Maria João Gago mjgago@negocios.pt 30 de Agosto de 2012 às 09:00
  • Partilhar artigo
  • 8
  • ...
Se está à espera do regresso do BCP aos lucros, o mais provável é que tenha que aguardar até 2013. Em termos de resultados, o exercício em curso está, quase de certeza, perdido. Sobretudo devido à almofada de 450 milhões de euros que o banco criou para acomodar perdas futuras na operação grega.

Entre os restantes grandes bancos, só a CGD está no vermelho, devido às provisões para malparado e participações financeiras. O lucro do BES, BPI e Santander Totta encolheu e foi impulsionado por factores extraordinários. Mas as suas contas devem manter-se acima da linha de água no conjunto do ano.

Por causa da imparidade para a Grécia, o banco de Nuno Amado teve prejuízos de 544,3 milhões no primeiro semestre. Perdas que, na actual conjuntura, serão muito difíceis de compensar até 31 de Dezembro. Ainda por cima será necessário voltar a reforçar as provisões para malparado, que está a crescer.

Para o conjunto de 2012, sem mais proveitos extraordinários (pouco prováveis), o cenário optimista mais viável que se pode equacionar para o BCP é o da redução dos prejuízos do primeiro semestre. Mas nem isso é garantido. Aliás, esse será um dos desafios do líder do banco para os próximos meses.

Para já, Nuno Amado tem procurado chamar a atenção para o lado positivo dos prejuízos deste ano. "Aos depositantes digo que os resultados são o que são e que a posição de capital e de liquidez é o essencial para a confiança no banco. O capital é o mais forte de sempre. Os resultados são conjunturais e o capital é estrutural", sublinhou há um mês.

O ano de 2013 poderá marcar o regresso do BCP aos lucros, partindo do princípio que a crise da dívida não levará à desintegração da moeda única ou que a Grécia, onde o banco tem uma operação, não sairá do euro. Certo é que o grupo conta gerar 2.472 milhões de lucros até final de 2017, pelo plano de capital, no âmbito do qual recebeu 3.000 milhões de apoio público. É com este dinheiro que espera começar a reembolsar o Estado em 2014.


Ver comentários
Saber mais BCP lucros
Outras Notícias