Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Obras públicas com derrapagens de 295% no custo e de 4 anos no prazo

O Tribunal de Contas (TC) concluiu que "são prática generalizada as acentuadas derrapagens financeiras" e que há, ao mesmo tempo, "significativos desvios de prazos" nos cinco projectos de obras públicas (ponte Rainha Santa Isabel, em Coimbra, ampliação do aeroporto Sá Carneiro, túnel do Rossio, túnel do Terreiro do Paço e Casa da Música) cobertos pela auditoria que levou a cabo no ano passado ao tema das "derrapagens em obras públicas".

Maria João Babo mbabo@negocios.pt 30 de Junho de 2010 às 00:01
  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...
O Tribunal de Contas (TC) concluiu que "são prática generalizada as acentuadas derrapagens financeiras" e que há, ao mesmo tempo, "significativos desvios de prazos" nos cinco projectos de obras públicas (ponte Rainha Santa Isabel, em Coimbra, ampliação do aeroporto Sá Carneiro, túnel do Rossio, túnel do Terreiro do Paço e Casa da Música) cobertos pela auditoria que levou a cabo no ano passado ao tema das "derrapagens em obras públicas".

De acordo com a entidade presidida por Oliveira Martins, os custos destes projectos situaram-se entre 25% e 295% acima dos valores contratualizados, sendo acompanhados por desvios de prazos que oscilaram entre 1,4 e 4,6 anos a mais do que o previsto para a conclusão das obras. A instituição refere, no relatório de actividades de 2009, ontem divulgado, que no âmbito das auditorias efectuadas na área do Sector Público Empresarial (SPE), o montante apurado das irregularidades detectadas ascendeu a cerca 268 milhões de euros, que correspondem ao valor das derrapagens verificadas naqueles cinco empreendimentos.




logo_empresas

Ver comentários
Outras Notícias