Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

OPA da Thomson sobre a Reuters criará maior grupo de informação financeira

A Thomson Corp. é apontada como a oferente da Reuters, nomeadamente pela imprensa inglesa. A agência noticiosa britânica confirmou a recepção de uma abordagem inicial, mas não a identidade do interessado, e cresce a especulação em torno do valor deste neg

Paulo Moutinho 07 de Maio de 2007 às 11:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Thomson Corp. é apontada como a oferente da Reuters, nomeadamente pela imprensa inglesa. A agência noticiosa britânica confirmou a recepção de uma abordagem inicial, mas não a identidade do interessado, e cresce a especulação em torno do valor deste negócio que, a confirmar-se, criará o maior grupo de informação financeira, destronando a Bloomberg.

No final da semana passada, as acções da Reuters, cotadas no mercado londrino, dispararam um máximo de 25% na sessão, levando os títulos da companhia a superar os 600 pence por acção, com o mercado a reagir a rumores de que poderia tratar-se de uma oferta pública de aquisição (OPA).

A Reuters reagiu, confirmando os rumores do mercado. A administração da companhia "recebeu uma abordagem preliminar que poderá, ou não, resultar no lançamento de uma oferta", não revelando, no entanto, quem efectuou essa abordagem.

Os investidores, analistas e os "media" concentraram-se, então, no preço da OPA. A falta de novos dados aumentou a especulação em torno dos montantes que poderão vir a estar envolvidos neste negócio.

Começou nos 600 pence, passando para os 630 pence, valor ao qual, segundo o "Daily Mail", a Reuters estará disponível para vender. O "The Times" subiu a parada para os 700 pence, enquanto o "Telegraph" vai mais longe, até aos 750 pence por cada acção.

A OPA, a Thomson Corp como oferente, bem como os montantes que poderão estar envolvidos neste negócio são, por ora, mera especulação do mercado. Esta especulação é suportada pelos movimentos de consolidação no sector. Recentemente, a News Corp lançou uma OPA sobre a Dow Jones, a dona da Dow Jones Newswire e o "Wall Street Journal".

A aquisição de concorrentes é uma forma de crescer no mercado. A potencial OPA da Thomson Corp. sobre a Reuters catapultaria o grupo resultante da operação para a liderança nos conteúdos de informação financeira.

A Bloomberg é líder neste segmento, com uma quota de mercado de 33%, seguida da Reuters com 23% e da Thomson com 11%. Com a compra da Reuters, a Thomson aumentaria a sua quota de mercado para 34%, destronando a Bloomberg.

Outras Notícias