Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Oracle admite rever OPA sobre PeopleSoft em alta

O presidente executivo da Oracle, Larry Ellison, deixou em aberto a possibilidade de aumentar a oferta de 6,3 mil milhões de dólares (5,5 mil milhões de euros) sobre a PeopleSoft.

Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 24 de Junho de 2003 às 19:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O presidente executivo da Oracle, Larry Ellison, deixou em aberto a possibilidade de aumentar a oferta de 6,3 mil milhões de dólares (5,5 mil milhões de euros) sobre a PeopleSoft.

«Nunca se diz nunca» afirmou Ellison, em conferência de imprensa, citado pelas agências internacionais, relativamente à hipótese de aumentar a proposta sobre a PeopleSoft de 19,50 dólares (16,90 euros) por acção.

A administração da PeopleSoft rejeitou por duas vezes a proposta da Oracle, frisando que é demasiado baixa. A primeira oferta foi de 5,1 mil milhões de dólares (4,3 mil milhões de euros).

O responsável já tinha afirmado que estavam «determinados em completar a aquisição», acrescentando que «eles querem mais dinheiro e nós compreendemos isso. Estamos em conversações».

Se a compra da J.D. Edwards pela PeopleSoft se concretizar, esta última conseguirá ultrapassar a Oracle e tornar-se a segunda maior vendedora de «software» empresarial, segmento em que a alemã SAP lidera.

A PeopleSoft oferece 1,75 mil milhões de dólares (1,51 mil milhões de euros) pela J.D. Edwards, a 14,33 dólares por acção (12,35 euros).

A PeopleSoft seguia a subir 1,34%, para os 18,09 dólares (15,74 euros), enquanto a Oracle valorizava 1,41% para os 12,95 dólares (11,27 euros). A J.D. Edwards subia 2,19%, para os 14,45 dólares (12,57 euros).

Ver comentários
Outras Notícias