Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Papelaria Fernandes estima atingir «break even» em 2002

A Papelaria Fernandes estima atingir, em 2002, «resultados líquidos próximos do equilíbrio económico» ou «break even», diz a empresa no relatório e contas do exercício de 2001.

Bárbara Leite 06 de Junho de 2002 às 15:11
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Papelaria Fernandes estima atingir, em 2002, «resultados líquidos próximos do equilíbrio económico» ou «break even», diz a empresa no relatório e contas do exercício de 2001.

A empresa prevê ainda, neste ano, um crescimento de 40% no volume de vendas face ao ano anterior, atingindo os 30 milhões de euros.

No relatório e contas hoje publicado, a Papelaria Fernandes avança que projecta para o presente ano, «um volume de negócios da ordem dos 30 milhões de euros, o que comporta um acréscimo superior a 40% relativamente a 2001».

Com a carteira de encomendas já contratualizada, no inicio deste ano, «justifica por si um acréscimo de 20% sobre o ano anterior», acrescenta a empresa.

A perspectiva do crescimento do volume de vendas da Papelaria Fernandes é ainda justificada pela implementação de «novos canais de distribuição e os novos segmentos de mercado que nos propomos abordar» em 2002.

No corrente ano, a Papelaria Fernandes [PFE] assegurou o «master franchise» dos direitos da marca de Office 1 Superstores, uma rede que vende de uma gama completa de produtos de escritório.

Esta parceria deverá ter um impacto nas vendas de 4 milhões de euros.

A margem bruta, em 2002, deverá «evoluir favoravelmente em termos absolutos, embora em termos relativos seja de admitir uma redução», adianta a empresa.

As «perspectivas apontam para um crescimento forte dos resultados operacionais», segundo a empresa.

Em 2001, a Papelaria Fernandes alcançou um volume de vendas de 21,78 milhões de euros, tendo obtido prejuízos de 989 mil euros.

Os resultados operacionais da empresa detida em 20% pela Inapa [INA] situaram-se, em 2001, nos 707 mil euros o que traduziu uma subida de 3,2% face ao ano anterior.

As acções da Papelaria Fernandes cotavam nos 2,33 euros, a subir 2,19%

Outras Notícias